Home»Cidade»Linha férrea: passagem dentro de normas legais será feita

Linha férrea: passagem dentro de normas legais será feita

Acordo foi firmado entre a SOV e a VLI após os problemas gerados com o fechamento da passagem existente

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Dentro de 30 dias, no máximo, a SOV (Secretaria de Obras e Viação) irá entregar passagem legalizada sobre a linha férrea na região do Residencial Moacir Guzoni. Na quarta-feira (21) a passagem improvisada foi fechada e gerou muita reclamação dos moradores da região, sendo que à noite a linha férrea foi alvo de ações de vandalismo.  O ato se repetiu na quinta-feira (22).

Em ambos os dias os dormentes usados para o fechamento foram retirados e atirados sobre o trilho para impedir a passagem da composição. Em seguida, foi ateado fogo sobre a linha férrea. Até mesmo o Corpo de Bombeiros teve de ser acionado. A GCM (Guarda Civil Municipal) também esteve no local.

O secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, garantiu que nova passagem será feita, conforme o acordado com a VLI – controladora da Ferrovia Centro Atlântica. A empresa fornecerá o material para o serviço (guias, sarjetas e asfalto), cabendo à SOV apenas a mão de obra. Com isto, dentro de 15 a 30 dias, no máximo, a obra será concluída, o que permitirá passagem segura sobre a linha férrea.

passagem linha trem fechada moacir guzoniA VLI fechou a passagem por determinação da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) sob a pena de multa. “Eles (empresa) comunicaram do fechamento e que teriam de fazer, caso contrário, pagariam multa de R$ 2 milhões”, detalhou Franceli. Com isto, o secretário cobrou a passagem segura, mas foi advertido de que não fariam porque a obra estava orçada em R$ 700 mil, sendo dotada de semáforo e cancela eletrônica. “Com isto, chegamos a este acordo de darem o material para o serviço. Faremos uma passagem segura, mas não tão moderna”, atenta frisando que a sinalização será a forma usada para advertir os motoristas.

A empresa também fechou outra passagem dentro da área do município, na região do Mato Seco.

passagem linha trem fechado moacir guzoni

AVISO

Em tom de desabafo, Franceli relatou que não aceitaria que o culpassem pela situação vivida pelos moradores, pois o ônus é de quem aprovou a construção do empreendimento do porte do Moacir Guzoni (408 apartamentos), assim como o loteamento do Jardim Imperial, bairro localizado ao lado. “Eu avisei, à época, que este empreendimento não poderia ser aprovado. Mas, eu era considerado o chato”, observa ao referir-se ao período em que era vereador.

O Residencial Moacir Guzoni foi construído na estrada municipal Joaquina Maria de Arruda, por meio do programa Minha Casa, Minha Vida, do Governo Federal e financiado pela Caixa Econômica Federal. As moradias foram entregues em dezembro de 2011. Mas, antes disso, a aprovação do projeto gerou muita discussão na Câmara Municipal.

passagem linha trem fechado moacir guzoni

Post anterior

Artigo: Brasileiro: povo bom

Próximo post

Curtas: criança queimada, tarado,veículo encontrado e viaturas