Home»Destaque na Home»Jovem morre após ser atingido na cabeça por tiro acidental

Jovem morre após ser atingido na cabeça por tiro acidental

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

No final da manhã desta quinta-feira (13), dois de quatro ocupantes de um Ford Belina foram alvejados em uma estrada de terra que leva ao bairro rural do Mato Seco, em Mogi Guaçu. O passageiro do carro que estava no banco de trás, Aurindo Pereira da Silva, 24, morreu na hora dentro do veículo. Ele era morador do Chácaras Alvorada e foi atingido na cabeça por um tiro.

Já o outro passageiro que estava no banco da frente Adenilson dos Santos Souza, 38, também morador do Chácaras Alvorada, foi baleado no abdômen e levado até uma base da Renovias, onde foi socorrido e levado até a Santa Casa. Ele passou por cirurgia e de acordo com o hospital está internado na enfermaria em estado estável.

Na cena do crime, o motorista da Belina, um homem de 48 anos, morador do Jardim Alvorada, contou a Polícia Militar que ele e os amigos seguiam pela estrada quando foram surpreendidos por dois homens armados que desceram de um carro atirando contra eles.

homicidio estrada mato seco

No entanto, o delegado da Central de Polícia Judiciária (CPJ) Antônio Aparecido de Souza explicou que a versão apresentada pelo homem não convenceu e levantou suspeitas. “Foram observados alguns detalhes que não batiam com a alegação do motorista e proprietário do carro”. Ainda de acordo com o delegado, a partir disso, o investigado foi entrando em contradição até revelar que havia mais uma pessoa no carro, já que até então os ocupantes do veículo eram três homens. “Depois de dizer que havia mais um passageiro que fugiu ele contou o que realmente tinha acontecido”.

O motorista e mais três amigos estavam juntos indo caçar capivaras. Dentro do carro havia duas espingardas calibres 22 e 38 que pertencem ao motorista. Elas estavam no assoalho do veículo entre o banco dianteiro do passageiro e a porta.

Quando o veículo passou em um buraco uma das armas disparou de forma acidental e atingiu as duas vítimas, sendo que Aurindo Pereira da Silva foi atingido na cabeça e morreu na hora. Após a confissão, as espingardas foram encontradas pelos policiais no meio do mato enroladas em um pano.

O caso foi esclarecido e o motorista foi preso por Homicídio Culposo, quando não há intenção de matar. Ele vai responder na Justiça em liberdade após ter pagado uma fiança de R$ 2 mil. Segundo o delegado, se o homem for condenado poderá pegar de um a três anos de prisão.

Post anterior

DIG trabalha na solução de assassinato de frentista

Próximo post

Paróquia de Nossa Senhora das Graças inicia preparativos