Home»Cidade»Jardim dos Lagos: estado é de abandono e risco de dengue

Jardim dos Lagos: estado é de abandono e risco de dengue

Pneus estão armazenados sob uma mangueira; assim como vários palets; alambrados e portarias estão danificados

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Em pleno andamento da Campanha Municipal de Combate à Dengue, uma área pública com 65 mil metros² está com criadouros do mosquito Aedes aegypti, o transmissor da doença. Trata-se do Jardim dos Lagos, popularmente chamado de pedalinho. Em estado de abandono, a área pouco lembra um espaço de lazer, objetivo para o qual foi construída. Há pneus armazenados ao ar livre sobre uma mangueira, lixeiras com copos que têm água acumulada, além de mato alto. O alambrado tem vários pontos danificados, após vários reparos. E uma das pontes está totalmente inutilizada.

Não parece ter surtido efeito a proposta da Administração Municipal de ceder a área para uso de instituição e, desta forma, reverter o quadro que se observava no local. Quem passa pelo Jardim dos Lagos se depara com portões abertos, patos pela rua, muito entulho na área atrás das construções. Alguns pedalinhos – que deram o apelido ao local – também podem ser vistos sobre as árvores. As duas portarias de acesso estão danificadas. Os vidros que haviam sido trocados foram quebrados, novamente.

jd dos lagos abandonadoAté o dia 1º de dezembro, o local estava sob a responsabilidade da Associação Exército de Cristo 1ª Companhia “Valentes de David” Defesa Civil que detinha a permissão de uso desde 2015. No entanto, ano passado, já havia manifestado o interesse de deixar o local. “Estamos elaborando um relatório de devolução que será entregue à Saama (Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente)”, explicou o presidente da entidade Daniel Franklin de Alencar.

Questionado sobre os pneus armazenados na área, ele alegou que serão retirados, mas atentou que o material estava coberto por lona (comumente usada em caminhões). “O material foi retirado por vândalos que também atearam fogo em algumas coisas”, disse pontuando que o vandalismo é um dos principais problemas da área. Segundo Daniel, todos os danos no alambrado foram causados por estes vândalos. “Hoje temos um voluntário apenas e estamos saindo porque também estamos em situação financeira difícil”, justificou sobre a situação em que se encontra a área.

Aliás, a falta de recursos para investir no local, de acordo com Daniel, também foi o argumento da Prefeitura para não ajudá-los com a manutenção da área. A vizinhança relata que as pessoas invadem para pescar. No entanto, a maior preocupação é o acesso dos usuários de entorpecentes aliado aos criadouros que oferecem risco à saúde. “A quantidade de pneu é um absurdo”, disse um morador. Ele mostrou que a parte do mato roçada sobre a calçada é resultado do esforço dos moradores. Também há entulho depositado nas calçadas e o mato é alto na floreira que margeia o alambrado. A impressão é de que o local nunca esteve tão mal cuidado.

 jd dos lagos abandonado

PROJETO SOCIAL

Ano passado foi ventilada a criação da Guarda Mirim que poderia usar como sede o Jardim dos Lagos. O projeto de cunho social foi apresentado pelo prefeito Walter Caveanha (PTB) à secretária de Segurança, Judite de Oliveira, e o comandante operacional da Guarda Civil Municipal, Claudemir Adorno da Costa. A assessoria de imprensa informou que será marcada reunião entre os envolvidos, incluindo o secretário da SSM, Luiz Martin Neto, que responde interinamente pela Saama. Caso a entidade não providencie a retirada dos pneus, a Pasta deve providenciar a retirada deles e de outros materiais que estão servindo de criadouro ao mosquito da dengue. Todavia, limpeza da área não está prevista diante da demanda de outros pontos.

jd dos lagos abandonado

jd dos lagos abandonado

Post anterior

Artigo: A pressa é a inimiga

Próximo post

Concentração: Tiro esportivo exige mais do que técnica