Home»Cidade»Jardim Damasco recebe ação voltada à transformação

Jardim Damasco recebe ação voltada à transformação

Moradores e voluntários são convidados a promoverem ações voltadas à materialização de sonhos coletivos

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Transformar sonhos coletivos em realidade com o empenho de moradores e voluntários. Em resumo esta é a meta do Jogo Oasis, ferramenta de tecnologia social desenvolvida pelo Instituto Elos, que será realizado em Mogi Guaçu a partir desta sexta-feira (8). O Jardim Damasco é o bairro escolhido para a ação que tem como mentora a bióloga, mestre em Geociências e Meio Ambiente, a guaçuana Lara Bueno Chiarelli Legaspe.

A ação é derivada do curso GSA (Guerreiros Sem Armas) desenvolvido pelo Instituto Elos, de Santos, e que envolveu 60 participantes de 21 nacionalidades que ficaram por 32 dias em uma comunidade santista. Neste grupo estava Lara que, agora, é disseminadora da ideia e optou por desenvolvê-la em Mogi Guaçu com o apoio do “Coletivo Cipó do Saber”.

As ações a serem desenvolvidas no bairro só serão conhecidas depois de um primeiro encontro com a comunidade. Afinal, é dos moradores a decisão sobre o “sonho coletivo” e compete a eles e aos voluntários o trabalho de realização (execução).

O Jogo Oasis é aberto à participação de todos, mas as inscrições são limitadas. Os interessados podem manter contato pelo e-mail: lalegaspe@gmail.com e escolher duas modalidades ou participar apenas do mutirão (mão na massa). A participação é gratuita. “O sonho é realizado de forma coletiva, em regime de mutirão, e utilizando recursos e talentos do próprio local mobilizado”, atenta Lara.

projeto_jardim_damascoO “Coletivo Cipó de Saber” é composto por professores voluntários que ministram oficinas para comunidade de aprendizagem de baixa renda familiar, que desejam ingressar em universidade por meio do vestibular. Lara integra o grupo que desempenha a ação em Mogi Guaçu.

O primeiro contato do grupo com a comunidade do Jardim Damasco será nesta sexta-feira (8), das 19 às 21h30. Nos dias 9 e 10, os encontros acontecem das 9 às 17 horas e no dia 13, das 19 às 21h30. Todos estes encontros compõem a primeira etapa do trabalho, que antecede ao mutirão. A segunda etapa, também chamada de “mão na massa”, será dias 16 e 17 de dezembro, das 9 às 17 horas. 

 

SEM ASSISTENCIALISMO

Lara esclarece que o Jogo Oasis não possui caráter assistencialista, pois o pensamento que norteia o projeto é de que toda comunidade pode construir seus sonhos, a partir dos talentos que existem no local. “O objetivo do jogo é relembrar as comunidades do poder da união na construção de sonhos coletivos”, completa.

Com isto, se for apontado o desenho de um jardim, por exemplo, o grupo vai à busca da doação de mudas, da disponibilidade de pessoas para o plantio, de outras para aguar o canteiro. Por isso, se fala em aproveitar talentos e na ajuda mútua. Os moradores podem ajudar de várias maneiras como fazendo café, oferecendo a casa para reuniões, entre algumas formas de apoio.

 

CRONOGRAMA

 

Parte I 

Olhar, Afeto, Sonho e Cuidado

8 de dezembro (19 horas às 21h30)

9 e 10 de dezembro (9 horas às 17 horas)

13 de dezembro (19 horas às 21h30)

 

Parte II

Mão na Massa

16 e 17 de dezembro (9 horas às 17horas)

 

 

 

Post anterior

Prefeitura quer aumentar taxa de limpeza nos condomínios

Próximo post

Campano: quadras são recuperadas por voluntários