Home»Caderno Multi»Horário de Verão: E você, gosta ou odeia?

Horário de Verão: E você, gosta ou odeia?

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Ele é o queridinho de muitos e o vilão de tantos outros. O horário especial de verão sempre dividiu opiniões. E lá vem ele chegando novamente. Às 00h00 deste domingo (15), os brasileiros vão adiantar o relógio em uma hora, ou seja, à meia-noite deste sábado para domingo, os ponteiros vão avançar e já marcarem 1 hora da madrugada. Daí não tem mais jeito.

Quem gosta deste horário especial vai se deliciar com o dia ainda claro até às 19 horas/19h30. E quem não gosta vai ter de enfrentar o início do dia mais cedo, ainda com a escuridão do fim da madrugada. O horário de verão tem por objetivo economizar energia no país em função do maior aproveitamento do período de luz solar. Embora ele esteja vigorando no Brasil desde 1931, foi somente a partir de 2008 que este horário ganhou caráter permanente e todos os anos ele tem início no 3º domingo de outubro e vai até o 3º domingo de fevereiro do ano seguinte.

Portanto, neste ano, o horário de verão que começa às 00h00 deste domingo vai até às 23h59 do dia 18 de fevereiro de 2018.

 

CONTRA E A FAVOR
Horário de verão quase foi extinto
 

Odair
Odair

Depois de tantos e tantos anos em vigor, o horário de verão já começa a perder simpatizantes. Nas ruas, a Gazeta encontrou mais pessoas que admitem não gostar deste horário especial do que pessoas que ainda torcem para adiantar os ponteiros do relógio.

No time de quem adora o horário de verão está o alfaiate Odair Calazans Lemes, o China. Avesso ao inverno, ele vibra com a combinação do horário de verão e o calor. “Eu gosto muito deste horário. É bom demais! A cidade fica com mais vida, as pessoas ficam nas ruas até mais tarde, o comércio também acaba ficando um tempinho mais aberto. Eu adoro este horário”.

Tanta expectativa assim para a chegada do horário de verão neste ano quase foi por água abaixo. É que o Governo Federal chegou a cogitar o fim do horário de verão depois que um estudo do Ministério de Minas e Energia indicou que não havia mais efetividade no horário especial. E pode não parecer, mas teve uma boa torcida para que o fim do horário de verão fosse confirmado. Entre os torcedores estava a costureira Edna Chagas.

Ela odeia este novo horário e está irritada desde já com o início dele neste fim de semana. “Não gosto. Eu torci muito para que o Governo acabasse com esse horário de vez. Também acho que não economiza nada de energia elétrica e serve apenas para atrapalhar nosso sono. A gente levanta mais cedo ainda e dorme muito mais tarde. Detesto esse horário”, retrucou.

Edna
Edna

No mês passado, o Governo Federal resolveu mantê-lo por causa do período de estiagem que o Brasil ainda enfrenta. Os níveis de água nas hidrelétricas estão reduzidos e as termelétricas são mais exigidas na produção de energia. Por isso, qualquer economia de eletricidade – mesmo que seja pouca – é, sim, bem-vinda.

Luiz Fernando
Luiz Fernando

Com a decisão do Governo Federal, quem defende a manutenção do horário de verão está só na expectativa dele começar para aproveitar os dias mais claros. É o caso, por exemplo, do também alfaiate Luís Fernando Matielo, o Nando. Ele não tem o menor problema neste período em que vigora o horário especial. “Acordar com o dia ainda escuro não me atrapalha. Durmo bem. Aproveito mais o dia fazendo minhas caminhadas no fim da tarde. Sinto que o dia fica maior e rende mais para nós. O calor também não incomoda. Não vejo a hora de começar este horário logo”, frisou Nando.

Mas a decisão do Governo Federal de manter o horário de verão este ano desagradou a agente de apoio operacional Roseli Toledo Piza. Ela também não suporta o novo horário e foi taxativa ao dar sua opinião sobre o assunto. “O horário de verão é bom para quem não trabalha e pode curtir a vida numa boa, com dinheiro e sem compromissos”, disse ela entre risos.

Roseli pontuou que o principal problema é a qualidade do sono que fica prejudicada. “Dormimos tarde por causa do calor e acordamos mais cedo e ainda está escuro. Não vejo nenhuma economia nisso e ainda lamento que as crianças também sofram com esse horário, não dá nem para mudar o hábito”, finalizou.

Roseli
Roseli

SEM INCÔMODOS

Horário especial também traz benefícios

Gostando ou não, o horário de verão vai começar neste domingo e o jeito é aproveitar os benefícios que ele traz. Afinal, embora o relógio biológico sofra no início para se adaptar ao novo horário de sono, há, sim, muito do que se beneficiar com os dias ensolarados por mais tempo.

  • Faça alimentações mais leves aproveitando o calor e os dias mais longos;
  • Divirta-se com as crianças ao ar livre por mais tempo fazendo passeios de bicicleta ou, até mesmo, a pé;
  • Pratique esportes e caminhadas após o expediente ao ar livre. Neste horário, as temperaturas costumam estar mais agradáveis;
  • Poupe energia elétrica e economize dinheiro acendendo as luzes apenas quando realmente for necessário;
  • Abra as janelas deixando a luz e o calor do sol entrar pela casa;
  • Mantenha o ritmo mais leve;
  • Relaxe no dia em que o horário de verão entrar em vigor, evitando indisposição;
  • Não exagere nas refeições;
  • Durma mais;
  • Tente ir para a cama duas horas mais cedo do que o habitual. Provavelmente, você não vai pegar no sono imediatamente, mas o clima calmo prepara o corpo para o descanso;
  • Deixe todas as suas coisas arrumadas para o dia seguinte, evitando perder tempo ou passar nervoso antes de sair de casa na segunda-feira;
  • Até sentir que seu organismo está acostumado com a mudança, recuse os convites para sair e voltar tarde demais para casa. No dia seguinte, acordar pode ser muito complicado;
  • Pelo menos, na primeira semana do horário de verão, fixe horários para todas as suas atividades e tente respeitá-los ao máximo. Isso evita distúrbios de apetite (como fome fora de hora) e um cansaço exagerado.
Post anterior

Adolescente cultivava maconha em área verde

Próximo post

Mãe cobra Secretaria de Saúde de procedimento para o filho