Home»Destaque na Home»Homem vai responder na Justiça por maus-tratos

Homem vai responder na Justiça por maus-tratos

Morador de Martinho Prado Júnior foi multado em R$ 10,5 mil por manter cachorros em condições irregulares

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Um autônomo, morador de Martinho Prado Júnior, foi detido pela Polícia Militar Ambiental na quarta-feira (22) durante a Operação São Paulo Mais Seguro, que aconteceu em todo o Estado de São Paulo. De acordo com o comandante da Polícia Ambiental, tenente Ivo Fabiano Morais, as equipes dos sargentos Dias e Melizi, formada pelos policiais Toribio, Fernandes e César, foram até a casa do autônomo por conta de denúncias anônimas. “Já tínhamos denúncias contra ele e aproveitamos a operação para averiguar”.

O tenente informou que as denúncias davam conta de que o morador de Martinho Prado caçava javalis com arma de fogo e que não possuía documentação. Ainda segundo as denúncias, o homem usava seus três cachorros nas caças e mantinha os animais em condições de maus-tratos.

Na residência do autônomo, a Polícia Ambiental encontrou três cães mestiços que estavam magros e machucados. Com isso, um veterinário do (CCZ) Centro de Controle de Zoonoses foi chamado e após examinar os animais constatou que eles eram vítimas de maus-tratos. Eles também estavam sem água e sem alimentação. Os três cachorros foram apreendidos e encaminhados ao Zoonoses, onde estão recebendo cuidados médicos.

apreensao arma e maus tratos martinho pradoAinda foram apreendidos no local três aves silvestres da raça coleirinha, uma espingarda e cinco munições intactas de calibre 12, um estojo vazio do mesmo calibre e uma bandoleira para espingarda.

Com relação aos pássaros, o tenente Ivo explicou que foi averiguado que fazia pouco tempo que eles tinham sido capturados, o que possibilitou que os três fossem devolvidos à natureza. “O homem negou que maltratava os cães e disse que tinha ganhado as aves de um amigo. Quanto à arma de fogo ele não apresentou os documentos necessários para a posse”. Para cada cachorro maltratado, o autônomo recebeu uma multa de R$ 3 mil e para os pássaros em cativeiro um auto de infração de R$ 1,5 mil. Somando dá um valor total de R$ 10,5 mil em multas. Além disso, ele foi encaminhado à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde foi autuado pelos crimes de posse irregular de arma de fogo de uso permitido, matar espécies da fauna silvestre e praticar ato de abuso a animais. Após pagar uma fiança de R$ 1 mil, estabelecida pelo crime de posse irregular de arma de fogo, o autônomo foi liberado para responder em liberdade pelos atos cometidos.

apreensao arma e maus tratos martinho prado

RESGATADOS

Cães estão sendo cuidados pelo Zoonoses

 Os três cães mestiços que foram resgatados na casa do autônomo de Martinho Prado Júnior estão abrigados no CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) que prestou apoio a ocorrência da Polícia Militar Ambiental.

apreensao arma e maus tratos martinho pradoA coordenadora do órgão, Silvana Munhoz Bueno, informou que a princípio são dois machos e uma fêmea. A dúvida existe porque um dos animais está bastante ferido, até mesmo descadeirado. “Esse sente muita dor, então ele não deixa chegar perto ou colocar a mão”. Silvana disse que o animal apresenta lesões e perfurações na parte da bacia. “Parece que ele era colocado para brigar com outros animais”, pontuou.

Os outros dois cães também estão machucados e magros. No entanto, em condição melhor visualmente. Nesta sexta-feira (24), os três animais resgatados foram levados ao hospital veterinário de Espírito Santo do Pinhal, onde passaram por novas avaliações e novos exames que apontariam os problemas de saúde de cada um deles.

Previous post

Taxa de religação: Prefeito tenta anular lei que proíbe cobrança

Next post

Editorial: Investigação necessária