Home»Cidade»Homem pode ter morrido por meningite bacteriana

Homem pode ter morrido por meningite bacteriana

5
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A VE (Vigilância Epidemiológica) da Secretaria Municipal de Saúde enviou ao Instituto Adolfo Lutz o material coletado de paciente que faleceu no último domingo (17). Isto porque, há suspeita de que a morte seja decorrente de meningite bacteriana, tendo por base avaliação clínica do paciente. A estimativa é de que o resultado seja conhecido dentro de três dias.

A enfermeira da VE, Rosa Maria Pinto, explicou que, diante do apontamento clínico, adotou todos os procedimentos junto aos comunicantes. Todavia, ressaltou que as medidas são adotadas tendo por base o relato clínico do caso, ou seja, a avaliação médica.

O encaminhamento do corpo do homem de 38 anos para o IML (Instituto Médico Legal) de Mococa (SP) aconteceu em razão do registro de B. O. (Boletim de Ocorrência) de morte a esclarecer junto à Polícia Civil. O laudo será feito pelo Serviço de Verificação de Óbitos, que realiza necropsia em casos de morte sem violência. O hospital acionou a Polícia Militar, reportando o caso aos policias militares que apresentaram a ocorrência junto à Polícia Civil, órgão ao qual cabe a investigação.

O paciente procurou o hospital na madrugada de domingo (17), por vota das 1h09, com dor de cabeça, vômito e febre. Foi atendido, apresentou melhora e foi liberado. No mesmo dia, pela manhã, às 8h10, ele retornou ao hospital com dor abdominal, dor de cabeça, diarreia, febre e ficou em observação. Ainda de acordo com o registrado em B. O. , por volta do meio-dia, o estado de saúde se agravou e ele precisou ser entubado.

O paciente teve complicações e faleceu após parada cardíaca, às 14h10. O corpo foi sepultado às 16h30, no cemitério Santo Antônio.

 

Post anterior

LEC sai na frente vencendo de goleada na 3ª Divisão

Próximo post

Idoso é atropelado na Vila São Carlos