Home»Destaque na Home»Homem escapa de linchamento e tenta suicídio ao ser preso

Homem escapa de linchamento e tenta suicídio ao ser preso

2
Shares
Pinterest WhatsApp

O desespero de uma vítima de roubo alertou populares pela Rua São José e Santa Júlia. A jovem balconista corria atrás do ladrão e pedia ajuda para detê-lo. Ele entrou na loja de informática, próximo da Igreja Matriz, por volta das 17h desta quarta-feira (31) e ameaçou estar armado.

Populares conseguiram derrubá-lo pela Rua Santa Júlia e, quando a jovem se aproximou o ladrão era espancado e devolveu o aparelho celular que havia sido roubado.

Juliano Rossi Preso Roubo

Ainda nervosa, a vítima disse que ele entrou tremendo com a mão por baixo da jaqueta e anunciou o roubo dizendo “por favor, pelo amor de Deus, passa o celular”. Com medo ela entregou.

Assim que a guarda municipal chegou e a multidão se dispersou, foi encontrado com Juliano Rossi um simulacro de arma de fogo.

Ao ser preso, Juliano dizia que “nunca tinha roubado e que não sabia fazer isso”. Ele contou que o carro quebrou e deixou o veículo em uma oficina na região central. Ao ir retirar o veículo ele disse que ficou desesperado porque não tinha dinheiro para pagar (R$ 390). Ele não disse como conseguiu a arma de brinquedo. Juliano já foi preso por tráfico.

Juliano Rossi Preso Roubo

Suicídio

Os guardas Marques, Xavier, Morais e Cristiano da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) conduziam o homem para atendimento médico no pronto-socorro do Hospital Municipal, quando no percurso perceberam que o detento se debatia e pararam a viatura.

Juliano tentava o suicídio no compartimento traseiro da viatura. Ele estava algemado com as mãos para trás e teria conseguido passar as pernas e com as mãos para frente tirou o cadarço do tênis e enforcou-se na grade da viatura.

Ele foi socorrido desacordado para a Santa Casa onde passa por atendimento médico.

Juliano Rossi Preso RouboJuliano Rossi Preso Roubo

Editor's Rating

85
0 User ratings
85%
Previous post

Vandalismo: invasores furtam pré-escola

Next post

GAZETA GUAÇUANA, 30 de agosto de 2016