Home»Destaque na Home»Grupo realiza protesto em frente ao prédio da UPA

Grupo realiza protesto em frente ao prédio da UPA

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O MMG (Movimento Muda Guaçu) se mobilizou e realizou um protesto em frente ao prédio da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Santa Marta, no último domingo (17). A reivindicação do grupo é para que a UPA volte a funcionar no prédio de origem, que está sem utilização desde fevereiro de 2014, quando foi destelhado por um vendaval. À época, a unidade foi transferida para o PPA (Posto de Pronto Atendimento), no Jardim Novo II. A reforma da UPA foi concluída há quase dois anos e ela não voltou a ocupar o prédio de origem.

Um dos líderes do MMG, o radialista Tony Barbosa, informou que o protesto teve o objetivo de chamar a atenção das autoridades municipais para que a UPA volte a ocupar o prédio do Jardim Santa Marta. “Temos acompanhado a dificuldade de muitos moradores daquela região tendo que ir para o Jardim Novo buscar atendimento e nosso movimento ele justamente busca dar voz ao cidadão nas reivindicações”, comentou.

De acordo come ele, o Movimento Muda Guaçu é recente, mas tem ganhado a adesão dos moradores de Mogi Guaçu. Além do pedido sobre o retorno da UPA, outros assuntos estão sendo discutidos entre os integrantes, entre eles a falta de produtos na merenda escolar. Além do protesto em frente ao prédio no Jardim Santa Marta, os moradores fizeram uma carreata num trecho da Avenida Bandeirantes parando em frente a feira livre do Parque Cidade Nova. “Passamos por lá para chamar a atenção do nosso movimento devido ao movimento grande que é lá aos domingos”.

O comerciante Osmar Lopes Filho, o Neno, participou da carreata e disse que a cobrança do grupo é válida, pois existe uma promessa do prefeito Walter Caveanha (PTB) de retornar a UPA ao prédio de origem. “É uma cobrança válida, pois o prédio está abandonado há anos e temos a promessa do prefeito de reabrir a unidade lá no primeiro ano do seu outro mandato. Ele não cumpriu com a palavra”, ressaltou.

Segundo Tony Barbosa, o grupo MMG pretende realizar outros protestos em frente a UPA.

movimento muda mogi guacu

UPA

Em janeiro, o Ministério da Saúde informou à Gazeta que existe uma solicitação da Prefeitura para utilização do prédio do Jardim Santa Marta para outra finalidade que não seja a UPA, mas que ela foi negada.

A Prefeitura de Mogi Guaçu solicitou autorização para utilizar o espaço físico destinado à Unidade de Pronto Atendimento para funcionamento de outra unidade de saúde, no dia 24 de outubro de 2018. À época, a assessoria de imprensa da Prefeitura informou que tem até março deste ano para apresentar ao Ministério da Saúde projeto para dar destinação aquele prédio da UPA.

A Gazeta fez nova cobrança sobre o prédio da UPA, mas não houve resposta da Prefeitura.

Post anterior

Zona Sul: Abastecimento de água é normalizado

Próximo post

Rodovia Nagib Chaib pode ser interditada no sentido a Mogi Guaçu