Home»Destaque na Home»Grupo assume comando do Clube Atlético Guaçuano

Grupo assume comando do Clube Atlético Guaçuano

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Desde o último dia 12, o site da FPF (Federação Paulista de Futebol) registra o nome de José Antônio Mallis, o Turco, como sendo o novo presidente do Clube Atlético Guaçuano. Mallis também é presidente do GAM (Grupo de Apoio ao Mandi).

O Mandi está desde 2015 sem disputar competições oficiais e, em 30 de novembro de 2016, encerrou-se o mandato da última diretoria legalmente constituída. Desde então, o clube está sem presidente, diretoria e conselho, correndo o risco de ser até mesmo desfiliado da FPF.

Amparado pelo Estatuto do clube, alguns conselheiros que fizeram parte da última diretoria convocaram uma assembleia extraordinária com o objetivo de retomar as atividades do Clube Atlético Guaçuano.

A assembleia extraordinária ocorreu no dia 28 de dezembro de 2018 e uma nova diretoria e um novo conselho deliberativo e fiscal foram eleitos. Todos tomaram posse no mesmo dia da assembleia.

De acordo com o atual estatuto do clube, havia a necessidade de se eleger para a diretoria executiva um presidente, um vice-presidente, um tesoureiro e um secretário, além de 11 integrantes para o Conselho Deliberativo.

Tanto a diretoria executiva, quanto o conselho deliberativo e fiscal são constituídos unicamente por cidadãos guaçuanos.

Após a eleição e seguindo todos os trâmites legais, a ata da assembleia e demais documentos necessários para o registro da nova diretoria foram enviados ao Cartório de Registro de Títulos e Documentos de Mogi Guaçu. No dia 26 de fevereiro, dia do aniversário de 90 anos do Guaçuano, o Cartório efetivou o registro da nova diretoria. No início de março, em contato com a área jurídica da FPF, a entidade solicitou o envio de toda a documentação para que o registro da nova diretoria pudesse ser efetivado.

guacuanoNo último dia 12 de março, o site da FPF já registrava o nome de José Antônio Mallis como o novo presidente do Guaçuano.

A Gazeta procurou o novo presidente do Guaçuano para obter informações sobre as medidas que serão tomadas para que o clube volte ao cenário do futebol. Mallis disse que o momento é de realizar levantamento para ter a real noção sobre a situação do Guaçuano. “Vamos fazer o levantamento sobre balanços financeiros, Receita Federal, visando saber a real situação financeira e contábil do clube. Advogados também estão trabalhando no sentido de levantar todas as informações sobre os mais diversos tipos de processos que o clube certamente tem. Junto à FPF foi solicitada uma posição atual dos débitos do clube”, comenta Turco, presidente do Mandi.

A nova diretoria do Guaçuano afirma que será necessário um parceiro forte para investir no clube e já divulga que conversas foram feitas com alguns deles, mas os contatos somente serão intensificados após o levantamento de todas as dívidas e também dos valores das obras do Estádio “Alexandre Augusto Camacho”.

O novo presidente e a nova diretoria têm noção das inúmeras dificuldades que terão pelo caminho. “Sabemos das dificuldades que teremos pela frente, mas já agradecemos o apoio que estamos tendo da torcida e da população guaçuana. Acreditamos que essa nova diretoria pode realizar um trabalho sério e transparente para todos que sonham com a volta do Mandi aos gramados do Camachão”, encerrou o novo presidente do Mandi.

 

Diretoria Executiva

Presidente: José Antônio Mallis (gerente de projetos)

Vice-presidente: Vinicius Augusto Lopes (empresário)

Tesoureiro: Marcelo Aparecido Guilherme (empresário)

Secretário: Daniel Ricardo da Silva (engenheiro de projetos)

 

Conselho Deliberativo

Presidente Rivelino Charton Salvi (professor)

Membros: Arnaldo Suzigan Neto (engenheiro mecânico)

Carlos Henrique Peligrini (gerente comercial)

Cesar Augusto Xavier (representante comercial)

Fábio Endrigo Delfino (gerente de marketing)

Fernando Eduardo Fernandes Lima (engenheiro civil)

Geraldo José Domingues (analista de sistemas)

Guilherme Dalle Vedove Barbosa (médico)

Jonas Paulo Monezi Gama Soares (corretor de imóveis)

Luís Carlos Mariano (comerciante)

Marcos Antonio dos Reis (empresário)

Ruberlene Aureliano Firmo (administrador de empresas)

Samir Emanuel Gimenes (representante comercial)

Wagner Luís Lino (gerente comercial)

 

Conselho Fiscal

Arnaldo Suzigan Neto

Fernando Eduardo Fernandes Lima

Geraldo José Domingues

Post anterior

Banda segue com inscrições para aulas de musicalização

Próximo post

É baixa a procura por biometria no Cartório Eleitoral