Home»Cidade»Fonte Viva recebe verbas em atraso e retoma atendimento

Fonte Viva recebe verbas em atraso e retoma atendimento

Arlete também agradeceu a mobilização geral em prol da entidade feito durante a semana

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Com o pagamento de verbas municipais em atraso, a Associação de Pais e Amigos do Autista da Baixa Mogiana – Fonte Viva retoma atendimento na próxima segunda-feira (12). O atendimento foi suspenso durante toda a última semana para os alunos de Mogi Guaçu. Isto porque, sem repasse da Prefeitura a entidade encontrava dificuldade em prosseguir com o trabalho. Neste período, apenas os alunos de Mogi Mirim seguiram em atendimento.

Após a suspensão, a Administração Municipal fez o repasse de partes das verbas em atraso, o que possibilitará, por exemplo, o pagamento dos profissionais. O repasse foi feito nesta sexta-feira (9). “É um obrigado geral”, diz a diretoria da Fonte Viva, Arlete Lima Michelon, quando questionada sobre a mobilização em torno do assunto.

Além dos atrasos nas verbas, no último sábado (3), a entidade foi surpreendida com o resultado preliminar do edital de Chamamento Público, no qual foi desclassificada, obtendo três pontos, contra sete da Apae (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais). Como cabe recurso ao resultado preliminar do Chamamento Público, a entidade recorreu. Através da Secretaria de Promoção Social, o município também tem prazo para se manifestar.  Ponderada, a diretora disse que não questiona o trabalho prestado pela Apae, mas atenta que atendem a outras síndromes, enquanto a Fonte Viva é especializada em autismo.

Arlete
Arlete

Esta semana, a Fonte Viva entregou documento de outro Chamamento Público. Desta fez, por parte da Secretaria Municipal de Educação. O procedimento faz parte de novas exigências do Governo Federal para o Terceiro Setor. Anteriormente, a Prefeitura fazia a renovação com base após análise dos relatórios financeiros e de prestação de serviços.

Na segunda-feira (5), por meio da assessoria de imprensa, a Prefeitura havia informado que existia um débito ainda em aberto e que seria quitado em breve. Todavia, não foi mencionada data. “A Secretaria da Fazenda está fechando o planejamento de pagamento dos serviços prestados após a prorrogação dos contratos. A Prefeitura não recebeu qualquer manifestação da entidade sobre a interrupção das atividades. Cabe, então, aguardar qualquer notificação para que uma decisão seja tomada”, trouxe a nota.

Post anterior

Doações de alimentos garantem estoque por até quatro meses

Próximo post

Renato Albani retorna ao Teatro Tupec