Home»Caderno Multi»Final de ano: onda fitness influencia até as ceias

Final de ano: onda fitness influencia até as ceias

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Já foi a época em que as ceias natalinas e da passagem do ano eram sinônimos de comilança, ressaca e consciência pesada. O movimento fitness tem ganhado cada vez mais adeptos e, para quem se cuida o ano todo, não será essa a hora de descuidar da dieta.

Por isso, pode-se esperar para as festas deste fim de ano ceias mais completas, sim, porém, com bem menos calorias.  

A docente da área de Nutrição do Senac de Mogi Guaçu, Juliana de Abreu Gonçalves, deu dicas sobre como preparar pratos saborosos e saudáveis para, ainda assim, manter as medidas.  É preciso também ficar atento a quantidade de comida que vai ao prato. “Isso é para não criar aquela compulsão por comer demais e depois passar mal. Porque essas são datas comemorativas, e não para se arrepender depois. Vejo a tendência de alimentação mais saudável também nessa época do ano, seja por questões de saúde ou de estética, mas é mesmo uma tendência que veio para ficar”.

 

SEM EXAGEROS
Nutricionista diz que carnes não precisam sair do cardápio

Para o prato principal, Juliana sugere algo rico em fibras. Ela cozinhou um prato de arroz sete grãos com um pouco de quinoa. A dica é deixar de molho por umas duas horas na geladeira para que o cozimento ocorra entre 20 e 25 minutos. O cozimento pode ser feito com tempero próprio.

Juliana dá dicas
Juliana dá dicas

Para decorar e criar um contraste, a nutricionista colocou as porções de arroz em folhas de Radiche. Na hora de enfeitar o prato alguns ramos de tomilho e brócolis vão garantir o contraste de cores. No lugar de uvas passas, que nem todos gostam, é possível acrescentar castanhas do Pará, de caju e damascos na decoração. “Eles dão um toque mais nacional”, pontuou Juliana.

Quanto aos assados, a nutricionista sugere, no caso do peru, dar preferência para o peito. A carne de porco, também queridinha desta época festiva, não precisa ficar de fora do cardápio. “Pode ser o lombo suíno ou filé mignon. Podemos trabalhar molhos agridoces. Há um preconceito com carne suína, mas esses cortes são magros e saudáveis”, ponderou.

A dica também é abusar dos temperos naturais nos assados, como cebolas, pimentas e ervas, como o tomilho, caldo de legumes e evitar os temperos industrializados que são ricos em sódio. Mesmo nesse tipo de carne mais ‘seca’ é possível fazê-la marinada. Deixando-a no molho por volta de uma hora e meia. Molho com água e vinho branco e os temperos que darão o tom ‘suculento’ ao corte.

Com o calor e para reduzir as gorduras, a nutricionista sugere evitar maionese e salpicão. No lugar deles, ela aconselha uma variedade de saladas de folhas. “São pouco calóricas e dão saciedade e combinadas com molhos, legumes e vinagretes ficam com um gosto muito bom”.

A famosa lentilha, a que se atribui a prosperidade para o próximo ano, não precisa desaparecer do cardápio. É um alimento rico em ferro e proteínas. “Aí é preciso evitar os embutidos no cozido, eles é que deixam esse prato pesado e mais calórico”, frisa Juliana.

E a sobremesa? Para esse momento, nada melhor que frutas da estação, como porções de cerejas. Juliana sugere sempre in natura porque as frutas em caldas possuem muito açúcar. O mesmo para o uso de creme de leite ou leite condensado, mesmo os chamados diet e light. Consumidos exageradamente podem não ajudar no controle do açúcar no organismo.

multi gastronomia juliana goncalves

“No caso do abacaxi, há quem considere a fruta azeda. Por isso, pode-se fazê-la assada com um pouco de canela. Ou uma pera cozida no vinho (tinto seco) com canela e cravo, servir quente com um sorvete light”.

A nutricionista diz que mesmo no momento de festa é preciso calma para degustar os pratos. “Comer e prestar atenção para o cérebro registrar e sentir o sabor, assim, o cérebro processa e dá a sensação de saciedade. A pessoa que vai para o fogão, muitas vezes, esquece de comer durante o dia, fica ali cozinhando e, na hora da ceia, come de uma vez só e exageradamente”, pontua a nutricionista.

A dica é manter a rotina dias antes das festas com café da manhã, fazer as demais refeições do dia normalmente, talvez com pratos mais leves, e não se esquecer do lanche da tarde e a ceia da noite.

multi ceias natal ano novo daniel e claudeteVINHOS E ESPUMANTES

Deliciosos e bons para presentear

 Há seis anos com o comércio de empório, os sócios Daniel Rocha Veiga e Claudete Contessoto lançam as tendências que fazem sucesso na mesa dos guaçuanos. Eles defendem que a crise econômica ficou para trás. 2017 foi o ano de buscar alternativas e opções variadas de produtos.

Mesmo com tantas ofertas, Claudete lembra que é preciso antecipar as compras, não só para ter mais variedades de produtos e preços, mas para ter também um melhor atendimento. Isso porque, tudo vira uma correria nos 10 dias que antecedem as festas, mesmo com horário estendido até às 20h00.

Veiga e Claudete lembram que o bacalhau não ficou no cardápio apenas na ceia da Páscoa. Ele tem sido um prato alternativo também nas ceias de fim de ano e a tendência tem sido o uso do salmão. “As pessoas tiveram mais acesso com as temakerias e experimentaram pratos com salmão e, por isso, cresceu muito o consumo como grelhado, no forno, além dos benefícios do ômega 3”, lembra Veiga.

O lado fitness dos clientes também impulsionou a venda das frutas secas. Claudete diz que aqueles que consumiam pequenas porções diárias o ano todo, agora buscam essas frutas para enfeitar pratos, servir como mix de aperitivos e também presentear. Há embalagens próprias, cestas de frutas secas feitas na loja para agradar também aos olhos. “As pessoas estão acostumadas a saboreá-las e com a orientação de nutricionistas já consomem no dia a dia. As vendas, nesse ano, foram aumentadas”, comentou.

multi ceias natal ano novo daniel e claudete

Os vinhos ainda são os mais procurados e há uma safra de nacionais, chilenos, portugueses e italianos que cabem no bolso de todos. “Há também espumantes de alta qualidade, como os italianos, na faixa de R$ 40. A garrafa é bonita e serve para presentear. Percebemos que a bebida também virou presente”, ressalta Veiga.

Os frizantes são os mais econômicos em torno de R$ 18 e lideram as vendas entre os guaçuanos. “É festivo, dá para estourar e brindar”, pontua Claudete.

multi ceias natal ano novo daniel e claudeteOs guaçuanos também estão apostando nas cervejas artesanais para presentear amigos e familiares. Afinal, tem aqueles que preferem sempre uma cervejinha.

E o Natal não pode passar sem Panetone, que traz embalagens perfeitas para presentear. “Porque não vamos deixar de presentear no Natal ou comemorar o Réveillon. São momentos de celebração por mais um ano vivido”, finalizaram.

Post anterior

Despejo de lixo incomoda vizinhança

Próximo post

LM Monitoramento é punido e Queijeiro é semifinalista do Quarentão