Home»Caderno C»Festival de Teatro chega a 10ª edição

Festival de Teatro chega a 10ª edição

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Este ano o Festival de Teatro de Mogi Guaçu chega à 10ª edição e contará com a apresentação de seis espetáculos, a partir de terça-feira (7), às 20 horas, no Teatro Tupec do Centro Cultural. As apresentações se estendem até o dia 15. A organização é da Secretaria Municipal de Cultura. Não há cobrança de ingresso. Quem quiser pode contribuir com a doação de um quilo de alimento não perecível. Os mantimentos serão destinados às entidades assistenciais.

O festival atraiu companhias de teatro de Jundiaí, Campinas, Santos, São Paulo e Limeira (duas peças). É oferecida premiação em dinheiro nos valores de R$ 3,5 mil, R$ 2,5 mil e R$ 1,5 mil do 1º ao 3º lugares, respectivamente, além de troféus. Há ainda premiação de R$ 500 para os colocados do 4º ao 6º lugares, sendo que o valor representa uma ajuda de custo. Também serão premiados, com troféus e medalhas, alguns quesitos técnicos. A premiação está marcada para o dia 18, na sala de vídeo “Célia Maria Stábile”.

A 10ª edição do Festival de Teatro de Mogi Guaçu será aberta com a apresentação de “Nem Tudo Foram Flores”, da Cia Um do Outro de Teatro, de Jundiaí. O espetáculo já passou por outros festivais, entre os quais, o V FESTA – Festival Internacional de Teatro de Palco e Rua de Araçuaí (MG) e o 12º Fenta (Festival Nacional de Teatro) de Governador Valadares (MG). E, além disso, faturou o 1º lugar no 9º Festpar (Festival de Teatro de Paranaguá – PR).

“Nem Tudo Foram Flores” retrata a força da mulher na época da Ditadura Militar, na cidade de São Paulo. Rita, uma jovem vinda do interior, chega à capital para fazer faculdade de Educação Artística em um clima de medo e luta pela liberdade, marcada pela efervescência cultural, Guerra do Vietnã, Beatles e Rolling Stones, Brasil vivendo sob um golpe de Estado que levou os militares ao poder.

Rita vai morar com Marta, uma jornalista recém-formada vinda da mesma cidade, que foi mandada para São Paulo por sua família para ocultar sua homossexualidade. O espetáculo mostra a vida dessas duas jovens mulheres durante os primeiros anos de chumbo da Ditadura Militar. A Cia Um Do Outro de Teatro foi fundada em 2008.

MAIS

Confira a programação completa

teatro_ Nem tudo foram flores

Dia 7 – “Nem tudo foram flores” – Cia Um do Outro de Teatro (Jundiaí)

Autoria: Clara de Biagio e Larissa Gasparotto

Direção: Rafael Lopes

Classificação: 16 anos

 

Dia 8 – “Um Buraco No Céu” – Teatro Balbinas Beduínas (Campinas)

Autoria: Ana Piu

Direção: Ana Piu

Classificação: Livre

 

Dia 9 – “Era Uma Vez… ‘O Gato Malhado e a Andorinha Sinhá’” – Coletivo Verum de Teatro (Santos)

Autoria: Jorge Amado

Adaptação: Rafa Tavares

Direção: Rosane Lobo

Classificação: Livre

 

Dia 10 – “Canções Para Não Dizer” – Núcleo O Ator Maestro (São Paulo)

Autor: Lucas Sancho

Direção: Lucas Sancho

Classificação: 14 Anos

 

Dia 14 – “Lágrimas de um Guarda – Chuvas” – Grupo Levitar de Teatro (Limeira)

Autoria: José Augusto de Oliveira

Direção: Guto Oliveira

Classificação: 14 Anos

 

Dia 15 – “Caravela da Ilusão” – Núcleo Cia de Arte (Limeira)

Autoria: Jonatas Noguel

Direção: Jonatas Noguel

Classificação: Livre

 

 

Previous post

Obras devem estar prontas até o final do ano

Next post

União entre Gazeta e Nova Onda viabiliza radiojornal