Home»Destaque na Home»ExpoGuaçu: autoridades dão dicas de segurança

ExpoGuaçu: autoridades dão dicas de segurança

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Quatro dicas de segurança pessoal aos participantes da ExpoGuaçu foram repassadas pelo capitão da PM de Mogi Guaçu, Eduardo Jorge Marques. O policial analisou algumas ocorrências de roubos registradas nas imediações da festa e aponta quais posturas as pessoas devem adotar para não se tornarem uma potencial vítima.

Marques também lembrou que policiais militares prenderam dois adolescentes na madrugada da última segunda-feira (9), suspeitos de praticar roubos na saída da festa. 

Marques pontua que alguns dos roubos ocorreram por volta das 5h.  Por isso, a primeira dica é evitar ser a última pessoa a deixar o recinto e sair rapidamente. Ele lembra que nesses horários geralmente a pessoa já demonstra cansaço físico e se fez consumo excessivo de álcool acaba se tornando um alvo fácil.

A segunda dica é sempre estar em grupo, principalmente se for caminhar a pé até onde está o veículo ou em direção ao terminal de ônibus. “E não ostentar celular, joias, porque isso chama a atenção dos criminosos e andar sempre atento e em grupo”, recomenda o comandante da PM guaçuana.

Capitão Marques
Capitão Marques

Referente ao estacionamento de veículos, Marques frisa que deve-se evitar deixar os carros em locais ermos, e estacionar em locais seguros como nos estacionamentos oficiais e regularizados.

No caso de ocorrer o furto e o roubo do celular, o capitão orienta a pessoa a ter anotado o IMEI do celular, que é um número de identificação do aparelho que vem de fábrica. Com esse número, na delegacia, é possível fazer o bloqueio. Assim, quando os policiais abordam um suspeito e fazem a pesquisa do celular é possível saber se é furtado ou roubado, o que tem facilitado a recuperação de alguns desses aparelhos.

O capitão faz um alerta referente aos grupos de WhatsApp. Como tem ocorrido desde o ano passado, aos finais de semana ocorrem as Operações Direção Segura. A operação visa inibir que pessoas alcoolizadas estejam na direção de veículos. “Às vezes, as pessoas postam nos grupos onde está a fiscalização e pedimos para evitarem isso, porque a informação se espelha e não são somente os amigos que ficam sabendo, os ladrões também acabam sendo avisados”, pontua Marques sobre fatos que atrapalham o policiamento preventivo.

Sobre as abordagens, em média são fiscalizados cerca de 30 motoristas por noite e cerca da metade é autuada por se recusar a se submeter ao teste do etilômetro (bafômetro).

 

Dentro do Recinto

O comandante operacional da Guarda Civil Municipal, Claudemir Adorno da Costa, disse que o índice de furtos de celular dentro da festa caiu 20% em comparação com o ano passado. Ela acredita que isso se deva porque as pessoas estão mais atentas com a bolsa e o celular no bolso. “Porque, às vezes, a pessoa que furta não vai à festa com essa intenção, mas vê a oportunidade que está fácil com a bolsa aberta, por isso, o cuidado é não ostentar”, ressaltou Adorno.

Adorno
Adorno

Nesta segunda semana de festa foi reforçado o número de guardas civis fazendo ronda dentro do recinto. “Os guardas civis estarão em locais pontuais e em aglomerações, como a arena eles não entram. Isso é planejamento de policiamento. Na arena só os seguranças da festa que não estão armados”.

Adorno explica que isso é tanto para proteção dos guardas quanto do público. Ele explica que se os guardas ficarem no meio da multidão pode ter a arma furtada e não podem nem mesmo usar o spray de pimenta porque isso causaria tumulto generalizado. No caso de brigas ou outra ocorrência os guardas são acionados em apoio aos seguranças.

Post anterior

Parcelas do IPTU 2018 começam a ser pagas

Próximo post

Dia do Beijo: Como a expressão pode afetar nossa vida