Home»Destaque na Home»“Explicação Pessoal” já começa a valer na próxima sessão da Câmara

“Explicação Pessoal” já começa a valer na próxima sessão da Câmara

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Quem for assistir às sessões da Câmara Municipal de Mogi Guaçu, na próxima segunda-feira (11), já perceberá que ela poderá ser um pouco mais extensa. Isso porque, já estará de volta às partes da sessão o tempo de 10 minutos para cada vereador usar da “Explicação Pessoal”. O uso não é obrigatório. Ele será utilizado somente pelos vereadores que considerarem oportuno e necessário, já que a “Explicação Pessoal” é destinada à manifestação dos vereadores sobre as atitudes assumidas por eles durante a sessão da Câmara ou no exercício do mandato. O vereador Guilherme de Sousa Campos, o Guilherme da Farmácia (PSD), é quem trouxe de volta a “Explicação Pessoal” às sessões por meio de um Projeto de Resolução, que foi aprovado na sessão da Câmara de segunda-feira (4). “Muitas vezes, o vereador é citado por outro, na tribuna, durante um discurso, e não pode rebater, porque o tempo que tinha já foi usado e ele tem que se calar até a sessão seguinte, na outra semana. Não concordo com isto. No Legislativo, o debate tem que acontecer com mais tempo porque isso é bom e fortalece a democracia”, explicou Guilherme.

Na sessão da Câmara, da próxima segunda-feira (11), os vereadores vão votar dois nomes que serão dados às ruas no jardim Paineiras e Portal do Lago, respectivamente. Além disso, os vereadores também votam o Projeto de Lei, de autoria de Francisco Magela Inácio, o Chicão do Açougue (PSD), que dispõe sobre reservas de vagas para pessoas com deficiência que comprometa a mobilidade em todas as áreas de estacionamento aberto ao público, de uso público ou privado de uso coletivo.

A sessão da Câmara tem início às 19 horas e é aberta ao público.

 

 

 

 

 

 

Post anterior

ANEEL inicia fiscalização in loco de barragens de 142 usinas

Próximo post

Autor de feminicídio é condenado a 13 anos