Home»Destaque na Home»Estivense morre após noivo colidir em poste

Estivense morre após noivo colidir em poste

5
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O acidente de trânsito que resultou na morte de Aline Beatriz Donizete, 28 anos, ocorreu às 23h, do sábado (28). Ela estava de passageira no veículo Polo, conduzido pelo noivo Luís Gustavo Coscarelli, 40 anos.

Os guardas civis de Mogi Guaçu, Machado e Mariano patrulhavam a região da Roseira quando avistaram o veículo vindo em sentido oposto pela Vicinal Itapira- Mogi Guaçu. Eles viram o acidente, quando o condutor saiu da pista e colidiu violentamente contra um poste de concreto de fiação telefônica.

acidente vítima fatal

Assim que o carro parou, após a colisão, o condutor desceu do veículo gritando e pedindo socorro para a noiva que segundo os guardas estava gravemente ferida. Foram acionadas ambulância do Samu e a Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros. Aline não suportou os ferimentos e deu entrada já em óbito pela Santa Casa.

Segundo explicou o subcomandante Gilmar, Coscarelli foi também atendido na Santa Casa e após ser liberado foi conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos e, depois foi conduzido ao pronto-socorro para a retirada de sangue para exames de dosagem alcoólica.

Aline residia no Centro de Estiva Gerbi e Coscarelli mora no Jardim Santa Cruz, em Mogi. Ele estava sem os documentos do carro e pessoais e, ao se consultar, o número da CNH (Carteira Nacional de Habilitação), os guardas constataram que ele estava com a habilitação suspensa.

Peritos da Polícia Científica estiveram pelo local. O veículo foi guinchado. A ocorrência foi registrada pelo delegado Richard Alain Lolli como Homicídio Culposo na Direção de Veículo Automotor, quando não há intenção de matar e ele foi liberado e responderá o inquérito em liberdade.

 

acidente vítima fatal

 

acidente vítima fatal

acidente vítima fatal

acidente vítima fatal

(FOTOS: JOHN EVERT)

Post anterior

Linhas do Suécia e Pantanal terão itinerários ampliados

Próximo post

Teatro Tupec: Matheus Ceará de “cara limpa”