Home»Caderno Multi»Estética: do prazer em embelezar à profissionalização

Estética: do prazer em embelezar à profissionalização

0
Shares
Pinterest WhatsApp

O gosto em cuidar da própria beleza leva a fazer o mesmo pelos outros e depois ao interesse da busca pela profissionalização. Esta é a história das jovens que cursam estética nas Fimi (Faculdades Integradas Maria Imaculada). O curso de bacharelado é realizado no decorrer de quatro anos e o único da região. Mês passado, as universitárias já entusiasmadas com o mercado de trabalho tiveram um incentivo extra. Isto porque, o curso foi avaliado com nota quatro pelo MEC (Ministério da Educação), numa escala de zero a cinco.

E tudo indica que o mercado de trabalho tende a crescer ainda mais. O setor de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos (HPPC) registrou crescimento da empregabilidade na indústria pelo segundo ano consecutivo. De acordo com a ABIHPEC (Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos), em 2018 foram gerados 125,7 mil empregos, uma alta de 4,3% na comparação com 2017, quando foi registrada a criação de 120,5 mil vagas.

Considerando indústria, franquias, salões de beleza e consultores de venda direta, o setor de HPPC totalizou 5,4 milhões de oportunidades de trabalho criadas em 2018, 1% a mais do que em 2017 (5,3 milhões). Em 2018, o número de empresas de HPPC teve crescimento de 2,8%, totalizando 2.794 organizações. A região onde há mais concentração é o Sudeste, onde estão 1.685 delas, seguida por Sul (550), Nordeste (307), Centro-Oeste (197) e Norte (55).

PIONEIROS

1ª turma concluiu o curso em 2018

 

O MEC (Ministério da Educação) avaliou no início do mês de maio o curso de estética da Fimi, contemplando-o com nota quatro, numa escala de zero a cinco. A primeira turma formou-se em 2018. A coordenadora do curso, Danyelle Cristine Marini, explica que a autorização de abertura, ou seja, a permissão antecede esta avaliação. “Há um comprometimento com o Ministério do que iremos oferecer no curso. Nesta avaliação, eles analisam o cumprimento destes critérios”, detalha.

Alunas comemoram avaliação positiva do curso
Alunas comemoram avaliação positiva do curso

Danyelle não esconde o orgulho com a nota conquistada junto ao Ministério da Educação e atenta que a avaliação reforça o empenho da equipe em desempenhar um trabalho com qualidade. “Tudo isto é muito gratificante. Formamos a primeira turma e muitas destas alunas trabalham na área e inclusive, uma delas é a supervisora do estágio de estética”, diz sobre Elaine Cristine Reis.

A coordenadora incentiva os ex-alunos a também seguirem na área acadêmica, pois podem conciliar este trabalho com o projeto pessoal de terem o espaço de beleza. Aliás, mais uma vez, Danyelle menciona o exemplo de Elaine que cursa pós-graduação em docência do ensino superior, ou seja, se preparando para dar aulas na faculdade. 

Danyelle conta que ainda é um curso com 100% de mulheres e, aliás, jovens, ou seja, cursando a primeira graduação. Mas acredita que, aos poucos, as turmas começarão a ganhar nos perfis. E frisa o estágio é realizado nos dois últimos anos, mas no primeiro ano do curso as aulas podem vivenciar o trabalho na Clínica Escola. A coordenadora lembra que o setor de estética oferece um amplo leque de atividades e que, de fato, as alunas chegam ao curso porque gostam de cuidar-se e fazem isso também com parentes ou amigos.  “Com o curso desenvolverão várias habilidades e encontrarão aquela ou aquelas que mais se identifiquem”, atenta.

 

Danyele e Elaine
Danyele e Elaine

NOVIDADE

O curso de estética na modalidade bacharelado foi um dos primeiros a existir no país. A proposta é inovadora e amplia o mercado de trabalho ao esteticista. O curso objetiva a formação de discentes especialistas em assuntos de saúde, beleza e bem-estar, sendo a ênfase principal uma abordagem preventiva e reparadora, apresentando as mais recentes e inovadoras técnicas do segmento. O projeto pedagógico do curso utiliza de metodologias ativas e integra os conteúdos a prática profissional, visando à formação de esteticista de alto desempenho.

multi curso estetica

CLÍNICA-ESCOLA

Procedimentos estéticos abertos à comunidade e com preços atrativos

Limpeza de pele com luz de led para pele acneica, massagem modeladora, depilação facial egípcia, design de sobrancelhas e tratamento capilar com led. Estes são apenas alguns de um total de 22 procedimentos oferecidos pela Clínica Escola de Estética.

Instalada em uma das salas da Fimi, o local tem atraído muitas pessoas que querem se embelezar. E melhor gastando muito pouco! Os procedimentos têm preços atrativos, pois visam apenas repor os custos com produtos. Por isso, o mais caro deles, que é o rejuvenescimento facial, custa apenas R$ 50.

Diversos tratamentos são oferecidos na Clínica Escola
Diversos tratamentos são oferecidos na Clínica Escola

Os procedimentos da Clínica Escola de Estética são abertos à comunidade, sendo marcados no balcão de atendimento da Fimi ou pelo telefone (19) 3861.4066. O atendimento da clínica acontece as segundas e quartas-feiras, das 14 às 19 horas, e as terças-feiras das 14 às 22h30.

A supervisora do estágio de Estética, formada na 1ª turma ano passado, Elaine Cristina Reis, conta que os procedimentos são feitos pelas universitárias que cursam o terceiro ano do curso, portanto, acumulam experiência porque iniciam os procedimentos entre si bem antes de chegarem ao estágio. “Os materiais passam pela autoclave e temos ainda aqueles que são descartados a cada uso”, ressalta sobre a qualidade do serviço.

Na Clínica Escola de Estética as alunas têm acesso a procedimentos e aparelhos diferenciados, entre os quais, ultrassom, rádiofrequência, endermoterapia e striat. Como os equipamentos do setor avançam de forma bastante rápida, a Fimi opta pela locação. Com isto, as estudantes e aqueles que usufruem do trabalho da Clínica Escola sempre têm acesso às novidades do setor.

Atualmente, o aparelho Lipo Soon que é um sistema inovador de ultrassom HIFU focalizado de alta potência que oferece resultados mais rápidos e eficientes no combate à gordura. E a equipe também está desempenhando tratamento capilar voltado ao crescimento dos fios. Este procedimento tem atraído muitos homens à Clínica Escola.

FUTURO

Alunas focam trabalho e carreira acadêmica

 

Com 21 anos, Elisa Camilo Bovelone é uma das alunas do curso de estética e confessa que sempre gostou de maquiar as pessoas da família e por ideia da mãe chegou à escolha profissional. “Estava em dúvida sobre qual curso seguir. Quando minha mãe sugeriu, despertou a curiosidade”, conta frisando não ter se arrependido da escolha.

Elisa
Elisa

O que mais atraiu a aluna foi a área de cosmética. E Elisa não esconde o contentamento em ver que a Clínica Escola está seguindo a um protocolo de atendimento que foi apontado por meio de um trabalho realizado em grupo para a área de crescimento capilar. Aliás, ela gostou muito da área e pensa em especializar-se e, claro, abrir um centro de estética. “Terapia capilar com mais tratamento específicos, reunindo outras profissionais”, planeja.

Este é o caminho traçado pela ex-aluna e supervisora do estágio de estética, Elaine Cristina Reis que une a área acadêmica ao trabalho de esteticista. Especializou-se em micropigmentação de sobrancelhas, começando pela técnica fio a fio e, agora, aplicando o método ombre shadow que, segundo ela, traz ainda mais naturalidade.

Elaine trabalhava como manicure e gostava de cuidar do embelezamento dos familiares. Ingressou no curso de estética e ainda no terceiro ano deixou a manicure para trabalhar como esteticista. “Tenho meu espaço de estética em Mogi Mirim”, conta.

Elaine
Elaine
Previous post

Tome Nota da edição de sábado, 1º de junho

Next post

Câmara tenta evitar demissão de assessores