Home»Destaque na Home»Escola de Futebol é fechada na Vila Paraíso

Escola de Futebol é fechada na Vila Paraíso

A interdição foi feita pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e pela Vigilância Sanitária

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

29 adolescentes com idades entre 14 e 17 anos tiveram que voltar para suas casas em diversas cidades do Estado de São Paulo depois que o alojamento da escola de futebol particular em que eles viviam em Mogi Guaçu foi fechado pela Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano e a Vigilância Sanitária (Visa).

A Escola de Futebol Mogi Guaçu Esporte Clube localizada na Rua Martin Afonso de Souza, na Vila Paraíso, foi interditada no último dia 22. O Conselho Tutelar informou que no início do ano esteve na escola para fazer o que é de sua competência, como checar documentações de autorização dos pais dos adolescentes para estarem no alojamento e declaração de matrícula escolar. As declarações estavam em dia e o Conselho cumpriu outro passo que é de praxe do órgão ao enviar à Vigilância Sanitária um ofício para que as instalações do alojamento fossem checadas.

alojamento meninos futebol vila paraiso.jpgEnquanto isso, a Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano já havia recebido denúncias acerca da escola e juntamente com a Visa visitou as dependências constatando a falta de alvará de funcionamento e outras irregularidades. “A escola também não possuía o auto de vistoria do Corpo de Bombeiros”, explicou Vivian Delalibera de Souza Custódio, coordenadora da Visa.

A interdição também aconteceu porque foi constatado que a alimentação cedida aos adolescentes era inadequada. Além disso, o fechamento foi baseado em más condições de higiene, manutenção e organização. Com isso, o Conselho Tutelar entrou em contato com as famílias dos meninos e aqueles que tinham menos de 15 anos os pais tiveram que vir buscá-los.

alojamento meninos futebol vila paraiso

Post anterior

Vereadores são pressionados a não votar projeto sem aval de servidores

Próximo post

Elias garante que Samae realizou reparo na rede de esgoto