Home»Caderno C»Emia cancela matrícula para atender lista de espera

Emia cancela matrícula para atender lista de espera

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Oportunidade de cursar uma das oficinas da Emia (Escola Municipal de Iniciação Artística) em 2019 será ofertada àqueles que estão na lista de espera. Por conta disso, ao contrário dos anos anteriores, não haverá matrícula. Há 700 nomes à espera de vagas, aproximadamente.

De acordo com a professora-coordenadora da Emia, Ivana Silveira Bernardi, a mudança é uma forma de valorizar àqueles que tanto querem estudar na Emia e passam o ano todo esperando por vagas. No entanto, ela atenta que não há espaço físico ou recursos humanos suficientes para atender a todos da lista de espera.

Vale pontuar que uma vez ao ingressar na Emia, o aluno tem a garantia de vaga pelo período de três anos. “Após este tempo, ele volta para a lista de espera. Isto não significa que não valorizamos os alunos, mas como somos uma escola de iniciação artística temos de trabalhar neste sentido, além de considerar a grande procura pelas oficinas”, esclarece.

Ivana
Ivana

A própria secretaria da Emia manterá contato com aqueles que estão na lista de espera para verificar se, de fato, ainda têm interesse nas oficinas. As aulas mais procuradas são as de desenho e violão. Mas vale pontuar que a Emia atende alunos a partir dos cinco anos de idade. “Temos alunos de 88 anos”, pontua Ivana enaltecendo a dedicação da terceira idade às aulas.

A Oficina Brincando com Arte é a que atende a clientela de cinco e seis anos, na qual se privilegia o trabalho com artes visuais e música. “A criança recebe estímulo mais cedo, o que possibilita ter uma ideia de qual oficina pretende se aprofundar”, detalha Ivana. Para aqueles na faixa etária de 7 a 14 anos há a Oficina de Arte e Expressão que atua no trabalho de expressão corporal e artes visuais. E, claro, as demais oficinas de música e artes visuais.

A Emia conta ainda com o núcleo no Caic (Centro de Atendimento Integral à Criança), no Jardim Santa Terezinha II. Por lá são ofertadas as oficinas de artes visuais, teclado e pintura em tecido. As aulas começam a partir de 11 de fevereiro de 2019. Quem ainda não tem o nome na lista de espera deve comparecer à Emia, a partir de 3 de janeiro para fazê-lo. Todavia, vale ressaltar que o ingresso na lista de espera não é uma garantia de vaga.

A secretaria da Emia funciona no Centro Cultural, onde são realizadas as oficinas. A escola é gerenciada pela Secretaria Municipal de Cultura que tem como responsável Luiz Carlos Ferreira.

Post anterior

Editorial: Recalcular a rota

Próximo post

Município irá fechar as contas no ‘azul’