Home»Destaque na Home»Eleitores voltam a fazer a biometria

Eleitores voltam a fazer a biometria

O processo de cancelamento dos títulos estão em andamento e o eleitor tem até o dia 6 de maio para regularizar

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Quase 30 mil eleitores não realizaram o cadastro biométrico em Mogi Guaçu e Estiva Gerbi dentro do prazo estipulado. Os eleitores que estão em pendência com o serviço já podem regularizar a situação com a Justiça Eleitoral. O atendimento foi retomado na segunda-feira (6), e o atendimento tem sido intenso no Cartório Eleitoral da cidade.

Quem ainda não fez a biometria precisará primeiro agendar o atendimento através do site do Tribunal Regional Eleitoral do Estado de São Paulo e, posteriormente, ir até o Cartório Eleitoral para concluir o processo. Porém, os eleitores sem agendamento também estão sendo atendidos, pois senhas são distribuídas diariamente. O atendimento em janeiro tem horário especial: do 12h00 às 17h00 de segunda a sexta-feira.

O prazo final para a biometria foi 19 de dezembro, quando a Zona Eleitoral 216, que engloba Mogi Guaçu e Estiva Gerbi, atingiu o índice de 76% de eleitores com a biometria. Até o último dia 9, esse percentual aumentou e quase chegou a 80%, sendo Mogi Guaçu com 79,34% e Estiva Gerbi com 84,42%.

Mesmo assim, segundo dados do Cartório Eleitoral de Mogi Guaçu, ainda são esperados mais de 25 mil eleitores para fazer o cadastro da biometria. São 100.346 com a biometria de um total de 125.895.

Natalina de Souza Oliveira, chefe substituta do Cartório Eleitoral, comentou que o eleitor tem até o dia 6 de maio para regularizar a situação. Segundo ela, o movimento tem sido intenso nos primeiros dias de janeiro. “O movimento nos dias 6 e 7 nos surpreendeu com filas do lado de fora. Agora, está um pouco mais calmo, mas com movimento intenso de eleitor aqui. O agendamento continua sendo feito pelo site, mas com poucas vagas em fevereiro e março”, comentou.

Segundo Natalina, a Justiça Eleitoral já começou a processar os títulos eleitorais que serão cancelados e, por isso, a orientação é para que o eleitor procure o Cartório Eleitoral para o cadastro da biometria. “Estamos no processo de cancelamento. Os dados já estão na base de erros e estão sendo conferidos. O eleitor pode procurar o Cartório Eleitoral 150 dias antes da eleição”, ressaltou ao confirmar que o eleitor que não fez a biometria dentro do prazo não paga multa, mas somente quem está em débito com a Justiça Eleitoral por ter faltado de algum pleito e não justificado.

As eleições municipais desse ano serão por biometria e o eleitor que não fizer a biometria ficará impedido de participar do pleito e ainda terá o título cancelado. Para a biometria, o eleitor deve levar documento original de identificação com foto, comprovante de residência emitido nos últimos três meses e título eleitoral, caso tenha. Quem perder o prazo de maio só poderá regularizar o título em novembro. Nesse caso, será cobrada uma multa de R$ 3,51. Sem o título em dia, o eleitor fica impedido de votar, pedir passaporte, se inscrever em concursos públicos, pedir empréstimo em banco público e renovar ou fazer matrícula em instituições públicas de ensino.

Previous post

Ambulância: atrasos do serviço são alvos de queixa

Next post

Municípios definem cobrança do IPTU