Home»Editorial»Editorial: Ponto para o prefeito

Editorial: Ponto para o prefeito

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O prefeito Walter Caveanha teve uma agenda cheia e diferente nesta semana. Na segunda-feira (26), ele surpreendeu ao aparecer na Câmara para se reunir com os vereadores. Em pauta: dois projetos que autorizam o município a contrair empréstimos de quase R$ 40 milhões. Os projetos precisavam ser aprovados em regime de urgência durante a sessão e o chefe do Executivo achou mais prudente conversar com os vereadores para evitar que a votação fosse adiada.

Durante o raro encontro com os 11 vereadores, Caveanha fez uma explanação dos objetivos dos projetos e pediu o apoio de todos, pois os recursos serão utilizados em diversas obras na cidade, sendo a maioria de mobilidade urbana.

Em seis anos, essa foi a primeira vez que o prefeito se reuniu com os vereadores na Câmara. Normalmente, ele recebe os vereadores em seu gabinete, mas sempre os considerados da base aliada. Durante essas reuniões, assuntos do município são discutidos ou projetos considerados importantes pela Administração Municipal, como os dois discutidos na segunda-feira, uma vez que o empréstimo com a Caixa Econômica Federal é vista como a única maneira de se investir em obras na cidade devido à situação financeira difícil do município.

Desta vez, Caveanha precisou de todos os vereadores e, por isso, mudou a estratégia e se reuniu com os 11. Apesar de Executivo e Legislativo serem independentes, é natural que o prefeito mantenha um bom relacionamento com os vereadores. Caveanha não tem se utilizado deste recurso. Tanto é que os vereadores considerados de oposição não se cansam de reclamar da falta de transparência da Prefeitura e falta de diálogo, principalmente. Diversos projetos chegam em cima da hora para votação e quase nunca informações relevantes são repassadas para todos, apenas para os escolhidos de Caveanha. Espera-se que com esse encontro, tanto o prefeito quanto todo seu secretariado entenda a importância de falar abertamente e às claras sobre todos os assuntos. Seria um caminhado mais fácil e coerente a se seguir a partir de agora.

Assim também esperam os moradores, que pouco recebem notícias da Administração Municipal. Por isso, a ida do prefeito, na terça-feira (27), ao Jardim Santa Cecília foi outro diferencial da agenda de Caveanha nesta semana. Ele esteve no bairro, visitou a obra parada no Jardim Canaã e conversou com os moradores. Ouviu reclamações e pedidos de melhorias.

Caveanha mostrou que tem jogo de cintura ao circular pelo bairro e conversar com os moradores que tiveram suas casas invadidas pela chuva, nos últimos dias. E é justamente essa a postura que os munícipes esperam de seu administrador. Caveanha, apesar de ser conhecido como ‘prefeito de gabinete’, deu mostras que pode ser diferente. Nada melhor do que ouvir os representantes do povo e o próprio povo. Está aí uma mudança de postura que ainda está em tempo de ser adotada. 

Post anterior

Cabo Daciolo destina R$ 1,5 milhão para região

Próximo post

Sônia Zanuto é reconduzida à presidência da Acimg