Home»Destaque na Home»Dr. Paulinho assume a presidência do MDB

Dr. Paulinho assume a presidência do MDB

O ex-prefeito resolveu assumir o comando da sigla, já que José Paulo Silva precisou deixar a presidência

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O ex-prefeito de Mogi Guaçu, Paulo Eduardo de Barros, o Dr. Paulinho, assumiu, nesta semana, a presidência do MDB no município (antigo PMDB). Na segunda-feira (26), ele esteve em São Paulo onde desfiliou-se do PHS e assinou filiação ao MDB legitimando seu nome no comando da sigla. “O Zé Paulo (José Paulo Silva) assumiu cargo comissionado em Mogi Mirim. Ele era o presidente do MDB, mas lá, em Mogi, o partido é oposição ao Governo Municipal. Por isso, ele optou em deixar a sigla para continuar exercendo sua função na Prefeitura de Mogi Mirim e eu decidi, então, assumir a presidência do MDB de Mogi Guaçu”, contou Dr. Paulinho.

Vale lembrar que José Paulo Silva foi nomeado pelo prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB) para exercer o cargo de encarregado de Transportes e Oficina na Prefeitura de Mogi Mirim. Para José Paulo, deixar a presidência do MDB foi inevitável, porque o compromisso político que possui atualmente é com o Governo Municipal de Mogi Mirim e com o prefeito Carlos Nelson Bueno (PSDB). “Não havia como continuar na presidência do MDB guaçuano, sendo que a sigla é oposição ao governo de Mogi Mirim. Achei por bem deixar a função de presidente, mas estou filiado ao MDB, por enquanto”.

Dr. Paulinho
Dr. Paulinho

Já Dr. Paulinho havia ensaiado sua ida para o MDB no fim do ano passado, até porque ainda estava disposto a ser candidato a prefeito de Mogi Guaçu, nas eleições de 2020. Para isso, uma das medidas estratégicas era filiar-se ao MDB local, o que, naquela ocasião, não aconteceu. Uma das razões foi justamente o fato de Dr. Paulinho ter desistido de disputar o cargo de prefeito nas próximas eleições municipais. Sem pretensões políticas para concorrer aos cargos eletivos, o ex-prefeito manteve-se filiado ao PHS.

À frente do MDB guaçuano, Dr. Paulinho segue sustentando sua decisão de não ser candidato a prefeito em 2020. “O fato de eu assumir a presidência da sigla não significa que mudei de ideia ou que serei candidato. Continuo decidido a não disputar, mas – como já havia dito antes – sigo sendo um agente político e não deixei a política partidária de lado. Estou acompanhando”, explicou.

Dr. Paulinho também já adiantou que o MDB de Mogi Guaçu não terá candidatos próprios a deputados estadual e federal. A sigla irá apoiar as candidaturas à reeleição do deputado estadual Jorge Caruso e do deputado federal Baleia Rossi, ambos do MDB. “Em Mogi Guaçu, não temos condições ainda de ter um candidato próprio do MDB para competir nestas eleições, em outubro, para deputado estadual ou federal. Mas o partido não será omisso e irá, sim, apoiar as duas candidaturas à reeleição”, frisou o ex-prefeito.

Post anterior

Escola sem Partido: Projeto de Lei é arquivado na Câmara

Próximo post

Aprenda a gerenciá-lo: Qual é o seu tempo?