Home»Destaque na Home»Dois são presos por tentativa de homicídio

Dois são presos por tentativa de homicídio

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Dois jovens de 21 anos, residentes na Zona Sul de Mogi Guaçu, foram presos na manhã de quinta-feira (10) por terem participado na tentativa de homicídio a um comerciante de Estiva Gerbi.

A dupla foi presa 15 dias após o crime. Os jovens, amigos e residentes no mesmo bairro, foram de carro até o município vizinho onde abordaram o comerciante Mário Jonas Rosa, 20 anos. Um dos rapazes efetuou o disparo com arma de fogo que acertou o olho do comerciante.

A delegada Edna Elvira Salgado Martins não detalhou como os investigadores chegaram até a dupla, mas que a motivação seria por causa de uma mulher. Assim que a vítima se restabeleceu, ainda no hospital confirmou as informações que os investigadores tinham acerca de quem seriam os autores da tentativa de homicídio.

Com as informações, a delegada conseguiu junto à Justiça um mandado de busca e apreensão na casa dos acusados. Era por volta das 5h30 da quinta-feira, quando as equipes chegaram as residências dos rapazes. As prisões foram feitas por policiais da DIG (Delegacia de Investigações Gerais), com apoio da equipe da DISE (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes) e da Guarda Civil.

Os dois permanecerão presos temporariamente por 30 dias até a conclusão do inquérito. Depois, o processo será encaminhado à Vara Criminal. O juiz definirá se a prisão será convertida a preventiva (até o julgamento) ou se a dupla responderá em liberdade.

Delegada Edna
Delegada Edna

A delegada disse que um dos acusados acabou confessando ter feito o disparo. O carro usado na emboscada também é dele. O outro disse que ao sair com o amigo não sabia quais eram as intenções dele. O motivo seria uma briga por causa de uma mulher. O que qualifica a tentativa de homicídio por motivo fútil e, portanto, hediondo.

A arma usada não foi localizada. Guardas civis do Canil foram até o distrito industrial de Estiva Gerbi onde a arma teria sido jogada em uma área de mato. Mas a arma não foi encontrada.

O crime aconteceu por volta da meia-noite do dia 26 de julho, no Jardim Anhumas. O comerciante foi baleado e socorrido por populares até o pronto-socorro. Devido à gravidade do ferimento foi transferido para a Santa Casa de Mogi Guaçu. Ele já teve alta hospitalar. Segundo apurado pelos policiais, a vítima trafegava com o veículo do pai, uma Saveiro, quando foi ‘fechado’ por um veículo Gol, cor vinho. Um dos homens efetuou o disparo.

Post anterior

Equipe SET faz três pódios em Aguaí

Próximo post

PM da região tem novo comandante