Home»Destaque na Home»Diretores estaduais da região são orientados pela PM

Diretores estaduais da região são orientados pela PM

Comandante do 26º Batalhão da PM falou com diretores da cidade e região, nesta sexta-feira

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Diretores das escolas estaduais de Mogi Guaçu, Estiva Gerbi, Mogi Mirim, Itapira, Santo Antônio de Posse, Holambra e Pedreira participaram na manhã desta sexta-feira (22) de uma palestra na Diretoria de Ensino da Região de Mogi Mirim, com sede na mesma cidade. A palestra foi ministrada pelo comandante interino do 26º Batalhão da PM do Interior, major Adriano Daniel, e teve como tema principal “Alinhamento de medidas de segurança no perímetro escolar”.

Os diretores das escolas das sete cidades foram convidados pela dirigente da diretoria de ensino, Regina Navas Santos, e receberam da Polícia Militar orientações para reforçar a segurança nas instituições de ensino do Estado.

O papel da Ronda Escolar foi um dos pontos falados e esclarecidos pelo major que explicou aos diretores que a função da ronda é desenvolver ações policiais permanentes, preventivas ou representativas imediatas no perímetro escolar de segurança mostrando a presença da PM aos alunos. O major disse aos diretores que sempre é solicitado aos policiais da ronda que entrem em contato com os diretores das escolas. “É um procedimento feito para saber se está tudo bem. Se existe alguma novidade ou queixa a ser feita”.

Major Adriano Daniel
Major Adriano Daniel

Após o esclarecimento, Adriano Daniel questionou quais diretores estão com falta da ronda escolar, sendo que todos que se manifestaram são de escolas de Mogi Mirim. Na próxima semana, o programa “Projeto Guardião”, coordenado pela GCM de Mogi, entra em operação na cidade vizinha. De Mogi Guaçu, o major recebeu um pedido de aumento na ronda feita na escola “Almerinda Rodrigues”, no Jardim Ypê III. O major ainda esclareceu que nos casos em que a ronda não está presente é por conta de as viaturas também atenderem outras ocorrências da cidade, sendo que a demanda é muito grande. O major orientou que todas as solicitações sejam feitas no canal oficial da PM, no número 190. Ele ainda citou o Proerd (Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência), dizendo que é preciso aumentar o programa, sendo de extrema importância a presença da polícia na escola. Na palestra, além de orientações, também foram discutidos vários outros assuntos como providências policiais contra atos de incitação à violência e ameaça pela Internet e responsabilidade dos pais e alunos.

À Gazeta, o major enfatizou que a PM estará presente nas escolas e vai agir em casos de ameaças. “Alunos que, porventura, vierem a fazer ameaças postando fotos em redes sociais ou aplicativos de mensagens vão sofrer as consequências porque a polícia vai tomar as providências necessárias para coibir tal prática. Tem muito aproveitador pegando o caso de Suzano para se aparecer, mas isso pode custar caro para a imagem e a liberdade dele”.

palestra diretores escolas major daniel policia militarA Gazeta ainda apurou que na terça-feira (19), a Polícia Militar foi até a casa de um aluno da ETEC (Escola Técnica Estadual) Pedro Ferreira Alves, no bairro da Saúde após ele postar na rede social munições de arma de fogo. Os diretores que participaram da palestra se mostraram satisfeitos com a ação dizendo de ser de extrema importância trabalhar a prevenção para evitar ataques e receber orientações de como agir caso uma fatalidade aconteça.

Previous post

Artigo: Otília, exemplo de política!

Next post

21 anos: CTB tem avanços, mudanças e desafios