Home»Caderno Multi»Dia das Mães: estimativa é empatar com 2016

Dia das Mães: estimativa é empatar com 2016

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Não dá para esperar altas vendas para o Dia das Mães, mas também não se pode ser pessimista com a data que segue sendo a melhor para o setor comercial depois do Natal. Um empate com as vendas do ano passado já é visto como lucro diante da crise econômica e do desemprego. Em alguns segmentos há ainda a expectativa de que a temperatura baixe, favorecendo uma mudança no guarda-roupa. Para o comerciante, é a hora de oferecer descontos e fazer promoções, enfim de fisgar o consumidor!

TERMÔMETRO

Mudança de temperatura pode aquecer as vendas

Ano passado, no Dia das Mães, o SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito) registrou 9.038 consultas, 205 consultas a mais que o mesmo período de 2016 quando foram feitas 8.833 consultas. Um crescimento de 2,32%. Este é percentual que o superintendente da Acimg (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçuana), Adenilson Junior dos Reis, espera que se mantenha para a data neste ano.

Adenilson
Adenilson

“Estamos esperançosos e na expectativa de que melhore realmente porque, como outro dia disse a Sônia, chegou-se ao fundo do poço e, agora, é a hora de recuperar”, disse o superintendente referindo-se a comentário da presidente da Acimg, Sônia Isabel Carinhato Zanuto, em relação à crise econômico-financeira. Afinal, o positivismo se justifica pelo fato de o Dia das Mães ainda representar a segunda melhor data para o comércio em faturamento, ficando atrás apenas do Natal.

Adenilson aponta que uma mudança na temperatura também contribuiria para o aumento das vendas porque o consumidor tende a comprar novas peças para o guarda-roupa. Ele lembra que a Acimg tem a campanha “Balão da Sorte” que visa fomentar as vendas no comércio com o sorteio de R$ 5 mil em vale-compras. Os cupons são distribuídos pelas lojas. Serão 10 ganhadores com 10 vale compras, sendo um no valor de 1 mil, um no valor de R$ 800, quatro de R$ 500 e quatro de R$ 300.  O sorteio será dia 20 de maio, na Praça Rui Barbosa, o Recanto.

No sábado (13) que antecede o Dia das Mães, o comércio terá horário especial de funcionamento, até às 18 horas.

 

PESQUISA

Dados de pesquisa da ACSP (Associação Comercial de São Paulo) revela que 47% dos brasileiros pretendem comprar presente neste de Dia das Mães. É um empate técnico em relação aos entrevistados que não comprarão (49%) – a margem de erro é de três pontos. Os entrevistados que não souberam ou não responderam somaram 3%. O levantamento foi feito em todas as regiões do país entre os dias 1º e 12 de abril.

multi venda dias maesPara os consumidores que irão presentear as mães, a pesquisa da ACSP perguntou o que comprarão. Roupas, calçados, bolsas e acessórios são os preferidos de 34% deles. Em segundo lugar estão joias, bijuterias, perfumes e cosméticos (23%). Flores (9%), celulares (4%), eletrodomésticos (4%), TVs (2%) e chocolates (2%) completam a lista de presentes.

A parcela dos que ainda não sabem o que comprarão subiu de 22% em 2016 para 26% neste ano. A pesquisa foi encomendada pela ACSP ao Instituto Ipsos e elaborada a partir de 1.200 entrevistas pessoais e domiciliares com base em amostra probabilística e representativa da população brasileira de áreas urbanas de acordo com dados oficiais do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

ÓCULOS DE SOL

Presente que caiu no gosto de muitas mães

multi venda dias maesAlém de ser uma proteção para os olhos, os óculos de sol estão cada dia mais estilosos. O proprietário da Ótica Real, Nelson Aparecido Gonçalves, comenta sobre a variedade de modelos e preços disponíveis. “Temos modelos a partir de R$ 250”, frisa observando que a compra à vista tem 10% de desconto ou o valor ainda pode ser parcelado em seis vezes.

Oferecer promoção e descontos é um atrativo extra para o consumidor neste Dia das Mães, conforme ressalta Nelson. As marcas Rayban e Ana Hickmann são as mais desejadas pelas mulheres e ambas estão com novas coleções. Com loja em Mogi Guaçu há quase 40 anos, o empresário está prestes a inaugurar a nova sede. Ele recorda que neste período o setor cresceu, mudou e tem inovado a cada ano. “E a gente tem que acompanhar”, emenda.

Além de desconto e parcelamento, Nelson fez parceria com três postos de combustível. O cliente que abastece R$ 50 ganha um cupom e concorre a um óculos Ana Hickman. E ainda na compra de óculos de sol concorre a um vale combustível de R$ 240.

SAPATOS

Escolha certeira para mães de todas as idades

abre joao paulo multi venda dias maesSe há algo que as mulheres nunca acham que tem de demais é sapato. É nisto que aposta o proprietário da Tok Final Calçados, João Paulo Simões, para o Dia das Mães. Para incrementar as vendas, ele também oferece parcelamento (até quatro vezes) e fará sorteio de um jantar nas compras acima de R$ 50.

Mas o comerciante é sincero ao relatar que não espera aumento no volume de vendas em relação ao ano passado. João Paulo revela que, ano passado, vendeu 50% menos que o ano anterior, ou seja, 2015. Por isso, um empate de vendas com 2016 já será lucro.

João Paulo trabalha com produtos a partir de R$ 24,99 e tem nas sapatilhas o carro-chefe da loja. Ele acredita que o valor médio de gasto dos clientes com o presente do Dia das Mães será de R$ 40. Para facilitar a escolha das clientes, o comerciante reorganizou a disposição das sapatilhas nas prateleiras, ordenando os itens de acordo com a numeração.

POVO FALA

 

luciana multi venda dias maes

“Vou presentear minha mãe e minha sogra. Devo gastar 30% menos com os presentes”.

Luciana Serra Araújo, escrivã

 

 

jose multi venda dias maes

“Devo gastar entre R$ 50 e R$ 60 com o presente da minha mãe. Ano passado gastei bem mais, uns R$ 100”.

Josi Campos, dona de casa

 

rosana multi venda dias maes

“Minha mãe faleceu. Ficamos apenas eu e minha irmã e não trocamos presentes. Fazemos um almoço e comemoramos juntas, mas ganhamos presentes dos filhos”.

Rosana Mantoan, auxiliar administrativo

 

Post anterior

Polícia Civil de Itapira investiga queda de aeronave

Próximo post

Tome Nota da edição de sábado, dia 6