Home»Caderno Multi»Depois das figurinhas, o torcedor se rende ao ‘bolão’

Depois das figurinhas, o torcedor se rende ao ‘bolão’

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O clima de disputa é grande desde que tiveram início os jogos da Copa do Mundo, na Rússia. As seleções entram em campo e com elas também entram as torcidas. E não precisa ser francês para vibrar pela seleção da França ou sequer ser descendente daquele país para esperar pelo gol da vitória. Basta ter simpatia pelo time que irá disputar a próxima vaga para continuar no Mundial. Muitos torceram por Portugal e lamentaram a despedida de Cristiano Ronaldo. Outros tantos não acreditavam que a Espanha também estava deixando o Mundial. Nem o Brasil. 

Tantas torcidas para tantas seleções – além da brasileira – são facilmente percebidas nos famosos e tradicionais “bolões da Copa”, que estão tomando conta de grupo de amigos, famílias, funcionários e setores de empresas. Apostar na seleção que irá vencer o jogo não significa exclusivamente torcer pelo Brasil.

Imagem - Bolão da Copa - Abre 1Na disputa traçada pelo bolão o importante é apostar e torcer pela vitória daquela seleção na qual o torcedor acredita que irá deixar o campo com a vitória. Afinal, o brasileiro também é conhecido por gostar de fazer aquela fézinha, mesmo que seja somente pela expectativa do resultado. O que vale mesmo é participar, apostar, torcer, vibrar e quem sabe até ganhar!

QUANTO VALE SEU PALPITE?
Aposta pode ser geral ou apenas nos jogos do Brasil

 “Sou competitiva, apelo mesmo, fico torcendo muito, naquela expectativa”. A frase é da administradora Caroline Freitas Souza que está participando do bolão da Copa do Mundo com um grupo de amigos. A diferença é que eles escolheram um site específico para esse tipo de apostas. Chamado “Mais Bolão”, o site organiza e registra automaticamente todas as apostas feitas e soma a pontuação de cada apostador que vence o palpite registrado. Caroline está eufórica. Afinal, ela está pouco atrás do primeiro colocado do bolão, que já soma 10.024 pontos, enquanto Caroline está com 9.840 pontos até agora. “Falta pouco para eu alcançar o primeiro lugar. Estou otimista que ainda vai dar tempo”, comemorou a torcedora.

Caroline
Caroline

Embora Caroline não goste tanto de acompanhar aos jogos de futebol, desta vez, não teve jeito. Ela confessa que acaba assistindo os confrontos da Copa do Mundo justamente para torcer pela seleção na qual apostou a vitória. “Torci muito pelo Japão quando jogou contra a Bélgica, porque tinha apostado nos japoneses. Quase ganhei, mas acabou que não deu para a seleção japonesa. Mas essas apostas no bolão agitam muito a torcida e fazem a gente assistir e torcer mesmo por outras seleções, além da nossa, brasileira”, observou Caroline.

No caso do bolão feito no site “Mais Bolão”, as apostas custam R$ 10 e quem vencer – ao fim da Copa do Mundo – receberá o valor de R$ 140 (1º lugar), o 2º lugar leva 30% deste valor e o 3º lugar fica com 20%. “Não é muito dinheiro, mas para quem aposta R$ 10 está bom, né?”, compara Caroline, que já venceu todos os palpites que marcou a favor do Brasil. “Perdi neste último jogo da Suíça. Mas os palpites nos jogos da seleção brasileira venci todos”. Por causa da derrota da Suíça eu estava em 4º lugar no bolão, mas, agora, eu recuperei e estou próximo de alcançar o 1º lugar”, comentou.

Em 2014, Caroline também participou de um bolão da Copa do Mundo e terminou o Mundial em 4º lugar e teve de dividir o dinheiro recebido com outras quatro pessoas. “Naquela época, foi um valor bem pequeno, porque as apostas custavam só R$ 5. Mas o que vale é a empolgação, a torcida, arriscar um palpite no placar d eu jogo e torcer muito. É muito legal e eu gosto desse clima”.

VAI, BRASIL!

Academia promove bolão entre funcionários e alunos

Miriam e Raul
Miriam e Raul

O bolão referente ao jogo desta sexta-feira (6) entre Brasil e Bélgica foi o último promovido pela Spatium Academia. Por lá, as apostas nos jogos do Brasil rolaram solta.

A ideia surgiu da dupla Miriam Helena Balbino, recepcionista, e do professor de musculação, Raul Marçal de Araújo. Juntos, eles organizaram o bolão da Copa do Mundo 2018 somente com apostas nos jogos da seleção brasileira. “Eu adoro. Me divirto muito e fico super empolgada. Ainda não ganhei nenhuma vez. No jogo contra o México quase ganhei, porque apostei no 1 a 0 para o Brasil, mas a seleção avançou e fez mais um gol”, contou Miriam.

A mesma torcida também foi feita por Raul, mas no confronto entre Brasil e Sérvia. “Eu aposte que o placar seria 2 a 0 e torci tanto para o Brasil que até derrubei as pipocas no chão. Mas vencemos o jogo e eu ganhei o bolão”, comemorou.

Raul disse que não gosta de apostar dinheiro, mas se rendeu ao bolão da academia porque é um valor simbólico, apenas para interagir professores, funcionários e alunos. “As apostas custam R$ 2 e a pessoa pode fazer quantas apostas quiser. Mas vale apenas o resultado do jogo. Tem quem já ganhou cerca de R$12 e apostou tudo de novo com seis apostas. É uma brincadeira muito dinâmica e divertida. Cada jogo rende aproximadamente umas 50 apostas”.

 

Multi - Imagem - ABRE - Horários Copa do MundoFAÇA SEU BOLÃO 

Aprenda cinco maneiras de organizar apostas

 Da Redação

 A Copa do Mundo da Rússia já está indo para as semifinais, mas ainda dá tempo de arriscar os resultados e apostar com os amigos e familiares. Além de poder ganhar uma grana ou ao menos um churrasco pago, o bolão traz a sensação de disputar cada partida.

Da tradicional tabelinha impressa a sites e aplicativos, são diversas as possibilidades de organizar a brincadeira com a galera do trabalho, do grupo da família, da faculdade, do futebol ou até mesmo apostar com gente que você nem conhece. Veja algumas opções para criar o seu bolão:

 

Tabelinha impressa

Não é porque existem opções modernas que a gente deve descartar os tradicionais e confiáveis modelos de bolão. E desses, imprimir a tabela, marcar os resultados e depois reunir os amigos (ao vivo ou virtualmente, porque não criar um grupo do “bolão” no WhatsApp?) para conferir quem acertou é uma das velhas e boas maneiras. 

 

Bolão Fifa

A Fifa disponibilizou em seu site dois tipos de bolão. O primeiro trazia apenas os grupos. Cabia ao torcedor colocar as seleções em ordem de classificação e, assim, montar as chaves das fases que viriam até escolher o grande campeão.

 

Planilha no Excel 

A boa e velha planilha no Excel é destinada a quem curte fazer o trabalho manual e preencher as informações – ótima maneira de se familiarizar mais com os jogos do torneio. 

Com a informação de todos os jogos em mãos, o torcedor criava a primeira planilha com o nome dos grupos e os jogos respectivos abaixo deles na ordem em que ocorrerão. Utilize cinco colunas para cada partida: nas extremidades coloque os adversários e na do meio “x”. Os espaços vazios serão utilizados para colocar apostas.

Reproduza as oitavas, quartas, as semi e a final em planilhas subsequentes, no mesmo arquivo. Depois, basta compartilhar com amigos para que todos preencham e comparem os palpites ao final.

 

Sites gratuitos

Além da facilidade, pois estão prontos, a opção de bolão online ajuda a manter o controle conforme a competição vai avançando, já que as atualizações dos resultados são automáticas. Alguns sites gratuitos para brincar: Mais Bolão, Bolão Pessoal e Bolão de Futebol.

 

Aplicativos

Além dos Apps da Fifa, há serviços que podem ser baixados nos smartphones e que facilitam conferir as apostas durante a Copa do Mundo 2018, já que é difícil alguém ir para qualquer lugar sem celular nos dias de hoje. Alguns aplicativos de bolão mais utilizados são: Bolão App (Apple Store), Bolão (Google Play), Bolão Show (Google Play), Bolão Copa 2018 (Apple Store).

 

 

Post anterior

H1N1: Mulher morre e exame confirma contaminação por vírus

Próximo post

Moacir Guzoni: Por inadimplência, apartamento vai a leilão