Home»Destaque na Home»Curtas: motos furtadas, creche invadida e estupro

Curtas: motos furtadas, creche invadida e estupro

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Moto recuperada após furto

Um rapaz de 20 anos estacionou a moto CG Titan 125 próximo do shopping, por volta das 13h, do sábado (9). A motocicleta estava do lado de fora do centro comercial e, às 22h, quando foi até o veículo, o mesmo tinha sido levado. Após fazer o Boletim de Ocorrência, a vítima foi avisada por um amigo que um homem estaria circulando com a moto na Avenida Júlio Xavier da Silva. Os policiais militares da Força Tática foram ao local e localizaram o suspeito deixando um beer. Durante a abordagem, Davi Felipe Grizante, 20 anos, negou o furto. Na delegacia, constou contra ele várias passagens por furto de veículos, tendo ele deixado a prisão há cerca de 10 dias. O delegado Anderson Cassimiro de Lima determinou a prisão em flagrante até que seja ouvido em audiência com o juiz da Vara Criminal.

 

Perseguição e moto furtada

Policiais militares desconfiaram da conduta de dois rapazes em uma motocicleta, sem placa, que circulava pelo Residencial Ypê Amarelo, no feriado do dia 8. Assim que os policiais chegaram pelo bairro, viram apenas o condutor da moto que empreendeu fuga. Ele caiu da moto e tentou se esconder em uma mata. Com apoio da viatura de Estiva e de outras viaturas foram feitas buscas pela mata o rapaz foi detido. Lucas Cazuza da Silva, 18 anos, disse que comprou a moto furtada uma Titan, cor cinza, ano 2009. Na delegacia ele foi preso por receptação. Os policiais foram na casa do outro homem visto com ele na moto, pelo Ypê Amarelo. Negou ter envolvimento com a moto furtada e que conversaram sobre o conserto do veículo. Mas na casa dele os policiais acharam 24 porções de maconha e um pé de maconha (1 metro). A esposa disse que ela havia feito o plantio e que ambos são usuários da droga. Após interrogatório na delegacia, o casal foi liberado e responderá por porte ilegal de entorpecente.

 

Creche é furtada no feriado

A administradora da creche do Jardim Bandeirantes teve de ir ao local, na tarde do feriado (8), após ser comunicada da invasão ao prédio. Os guardas civis que acompanharam a ação notaram que o alambrado dos fundos do Centro de Educação Infantil (CEI ‘Maria Cândida da Silva’) estavam cortados. Ladrões levaram rádios, caixa de som, três botijões de gás, produtos de higiene pessoal das crianças, fraldas, produtos de limpeza, um tanquinho de 7kg, cinco bonecas, tapetes e uma mangueira de jardim. Foram arrombadas salas de berçários e da lavanderia.

 

Idoso é acusado de estupro

A Polícia civil investiga uma acusação de estupro contra uma menina de oito anos, que ocorreu em Estiva Gerbi. O registro da ocorrência foi feito na madrugada de quinta-feira (7). Guardas civis foram acionadas no bairro Anhumas onde populares tinham detido um idoso de 68 anos. Ele negou ter estuprado a menina. Ela estava no culto com os pais e saiu sozinha da igreja e voltava para casa quando foi abordada pelo idoso. Ao delegado, a menina disse que o homem passou a mão pelo seu peito e também no órgão genital a convidando para ir fazer sexo na rua abaixo de onde estavam. Populares não teriam presenciado esse momento e o laudo médico não constou lesão sexual. Sem provas testemunhais ou físicas, o delegado Alexandre Henrique Leme Silva determinou que o idoso seja investigado em liberdade. “A representação por prisão temporária ou preventiva não estão descartadas se surgirem testemunhas ou imagens”, comentou o delegado após o pai da menina indicar câmeras de monitoramento pelo local.Na semana passada, outro idoso foi preso por estupro ao ser flagrado por guardas civis em ato sexual com um garoto de 13 anos.

 

 

 

 

 

 

 

Post anterior

ROMU faz três apreensões de drogas no feriado

Próximo post

Contratações dos aprovados no concurso da Câmara ficam para 2018