Home»Destaque na Home»Curtas: grávida agredida, briga em bar e adolescente traficando pela primeira vez

Curtas: grávida agredida, briga em bar e adolescente traficando pela primeira vez

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Expulso do bar

A vítima declara que estava no interior do bar de rock, na região central, quando repentinamente, sem motivos, começou a ser agredido por diversas pessoas, incluindo o proprietário do estabelecimento. Logo após foi ‘jogado’ para fora e pediu ajuda da Polícia Militar. O fato ocorreu na madrugada de domingo (1º).

O dono do estabelecimento disse que foi avisado da briga e convidou o envolvido a se retirar do local e, como houve a negativa, o retirou de dentro do bar sem agressão. A vítima foi levada até o pronto-socorro para ser medicado.

Grávida agredida

Guardas civis foram acionados na noite de domingo (1º) para acalmar os ânimos em uma briga familiar e entre vizinhos, no Santa Terezinha II. A gestante de 8 meses disse que foi agredida e contou que após a família retornar de um passeio, o padrasto começou a discutir com a sua mãe. Ao tentar agredi-la foi intervir foi segurada pelo braço e sacudida por várias vezes. Foi preciso a ajuda de vizinhos. Um deles que ajudou a grávida foi agredido pelo padrasto com tapas e socos. Além da grávida de 23 anos, o agressor também machucou a filha dela. O desempregado, de 35 anos, estava muito alterado quando os guardas Sueli e Silva chegaram, sendo necessário o uso da força para contê-lo. Após os envolvidos prestarem depoimento na delegacia e passarem pelo médico, foram liberados.

 

Adolescente no tráfico

Um adolescente de 15 anos permaneceu apreendido na tarde de domingo (1º), após ser flagrado com 22 pinos com cocaína. A equipe ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) patrulhava o Jardim Ypê I. O rapaz contou que comprou os entorpecentes nas imediações da praça do Parque Cidade Nova. Ele ainda contou que iria revender a droga na região do Ypê I, e que este seria seu primeiro dia no ‘corre’ para o tráfico. Os guardas civis Xavier, Marques e Cristiano patrulhavam o bairro, quando avistaram o rapaz com um embrulho em uma das mãos. Foi ele avistar a viatura e disparou a correr da abordagem. Próximo de ser detido atirou o embrulho no telhado de uma residência. O pacote continha as drogas apreendidas. O delegado Alexandre Henrique Leme Silva apreendeu o menor até que seja ouvido pela juíza da Vara da Infância e Juventude.

 

Auto localizado

O guarda civil Everton havia terminado o turno de trabalho e suspeitou de um veículo estacionado pela Rua Leonelo Donegá, no Parque Cidade Nova. Ao repassar as características do auto para o Cecom (Centro de comunicação da Guarda Civil) foi feita a confirmação que o Kadett, cor vermelha, havia sido furtado. Os guardas Francioli e Mariano fizeram contato com o proprietário e ele contou que tinha ido com a família em uma igreja, no Parque Cidade Nova, quando o carro foi furtado um dia antes.

 

Crack em campo de futebol

Na tarde de sábado (31), guardas civis localizaram 51 pedras de crack no Centro Esportivo ‘José Suzigan’, o Beira-Rio, na Vila Paraíso. A ocorrência começou quando uma denúncia anônima foi feito ao Disque 153 da Guarda Civil. O denunciante deu as características de um homem suspeito que parecia guardar algo em volta de uma árvore. A árvore fica próxima a um playground dentro do Centro Esportivo. Os guardas César e Justino não localizaram o suspeito, mas pelo local descrito havia duas sacolas plásticas com as pedras de crack. A droga foi apresentada para apreensão na Central de Polícia Judiciária.

 

Post anterior

Presidente da Alesp reforça presença do PSDB em Mogi Guaçu

Próximo post

Em vídeo, Barros Munhoz confirma saída do PSDB