Home»Polícia»Curtas: golpe no caixa eletrônico e CNH falsa

Curtas: golpe no caixa eletrônico e CNH falsa

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Empresário fica sem carro

Policiais militares da Força Tática estavam em patrulhamento pelo Jardim Suécia, na noite de domingo (30), quando suspeitaram de dois homens conversando na calçada. O veículo perto deles, um gol 1.6 City com placas de Recife/PE chamou a atenção. Ao consultar o emplacamento, os policiais constataram queixa de estelionato feito por uma locadora. A empresa disse que o cliente sustou os cheques do pagamento. O empresário que estava com o veículo disse que comprou o carro em Suzano/SP por meio de um primo que conhecia o dono e já pagou a primeira parcela de R$ 630. Ele acompanhou os policiais até a delegacia. O empresário foi liberado, mas o caso será averiguado. O carro e o documento foram apreendidos pela polícia.

 

Golpe no caixa eletrônico

Uma atendente de 27 anos perdeu R$ 2 mil, na manhã de sábado (29), após cair em um golpe na área dos caixas eletrônicos do banco Santander. A mulher disse que foi realizar um saque e que uma pessoa que se apresentou como funcionária do banco disse para colocar a digital no equipamento. Logo após a informou que a operação seria cancelada. Ela decidiu ir a outra agência e quando foi realizar o saque foi informada que não tinha mais limite. Ao ligar ao 0800 do banco foi orientada a fazer um Boletim de Ocorrência.

 

Falsidade ideológica com CNH

Guardas civis foram chamados até a unidade do Poupatempo, na tarde de sexta-feira (28), onde uma engenheira ambiental era suspeita de estelionato. O diretor da unidade do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran) disse que a mulher de 29 anos foi renovar a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e constatou-se haver fraude. Os dados no prontuário pertenciam a outra pessoa, embora o papel do documento aparentasse ser verdadeiro. A engenheira não constava como pessoa habilitada no sistema. Na delegacia, ela disse que cursou aulas em uma auto escola, em Campinas, em 2012. Negou saber que o documento era falso. Depois de prestar esclarecimentos foi liberada e vai responder em liberdade.

 

Roubo após saque do PIS

Um desempregado, morador de Estiva Gerbi, foi assaltado próximo a Praça Antônio Giovani Lanzi, na Capela. Ele tinha acabado de deixar a agência bancária onde tinha sacado R$ 1 mil do PIS (Programa de Integração Social). O roubo ocorreu na sexta-feira (28) às 9h45. A vítima havia estacionado o veículo na Rua Presidente Vargas, próximo ao banco, quando foi abordado por dois homens em uma moto, cor preta, sendo um deles armado. Levaram a carteira com dinheiro e todos os documentos.

 

Furto em loja de R$ 1,99

Um morador de rua foi preso no final da tarde de sexta-feira (28) após furtar duas caixas de ferramenta de uma loja, no Centro. As duas repositoras viram quando Claudinei Marcolino dos Santos, 45, colocou as caixas debaixo da camisa. Quando uma delas gritou para ele devolver o produto, ele saiu correndo sentido Parque dos Ingás. Uma viatura da ROMU (Ronda Ostensiva Municipal) passava pelo local e os guardas Gonçalves, Carlos Borges e Garcia viram a repositora gritar. Em instantes conseguiram prender o morador de rua que estava com as duas caixas de ferramentas. Dentro de cada uma havia 40 chaves de fenda. Na delegacia, o homem, que é natural da Capital, viúvo e já foi chefe de cozinha, foi preso em flagrante por furto e o produto devolvido à loja.

Post anterior

Votação extra reprova contas de ex-prefeito

Próximo post

Artigo: Proporcionalidade nas mudanças