Home»Destaque na Home»Curtas: esfaqueado em praça e mulher agredida na linha do trem

Curtas: esfaqueado em praça e mulher agredida na linha do trem

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Esfaqueado em praça

Um pedreiro de 40 anos disse que caminhava com seu cão pela praça ‘Barão do Rio Branco’, no Jardim Centenário, quando houve um desentendimento ente ele e um desconhecido. Eles entraram em luta corporal até o momento que o desconhecido lhe desferiu um golpe de faca na altura do tórax. Sozinho, desceu até a Santa Casa, na madrugada dessa terça-feira (3) e pediu por socorro. O ferimento foi superficial e a vítima continua internada. A bicicleta e a mochila que seriam do agressor estavam pela praça e foram apreendidas.

 

Agressão na linha do trem

Gritos por socorro foram ouvidos próximo da linha férrea do Jardim Novo Horizonte, na noite da segunda-feira (2). Os guardas civis Sérgio, Camila e Ronnie chegaram até o local e flagraram uma mulher de 33 anos que estava sendo agredida pelo ex-companheiro. Ela disse que conviveram juntos por 8 meses e há 2 meses passou a ser agredida, o que resultou na separação. Ao retornar para casa e atravessar a linha férrea foi abordada pelo pintor João Tavares de Lira Neto, 33 anos. Ela disse ter sido agredida com socos, tapas e ameaçada de morte. O agressor teria dito que ‘beberia seu sangue’. Ele negou ter iniciado a briga e disse que se defendeu das agressões. O delegado Paulo Roberto Agostinete determinou a prisão em flagrante e apreendeu o celular com ameaças para ser periciado. A vítima também conseguiu uma medida protetiva que proíbe a aproximação do agressor dela e de sua filha ou qualquer familiar.

 

Celular recuperado

Os policiais militares Ramalho e Fontes patrulhavam o Jardim Ype II, na noite da segunda-feira (2), quando suspeitaram de um adolescente. Com o rapaz de 16 anos foi apreendido um aparelho celular que foi roubado no ano passado no município de Caçapava/SP. O adolescente disse que trocou seu celular pelo outro telefone móvel de um desconhecido, por meio de um grupo de trocas em rede social. O celular permaneceu apreendido e o jovem vai responder pelo ato infracional de receptação.

 

Invasão em prédios públicos

Dois estabelecimentos da rede municipal de ensino foram invadidos e a ação foi constatada na manhã desta segunda-feira (2) quando funcionárias chegaram para trabalhar. Na escola do Jardim Esplanada os invasores entraram pelo telhado da sala da diretoria e coordenação. As salas estavam reviradas. Foram furtados um notebook, um tablet, duas impressoras, uma lupa digital, uma televisão, um computador, um monitor, além de R$ 500 da venda de sorvetes. Na pré-escola do Jardim Bandeirantes, as luzes que ficavam acessas foram apagadas pelos invasores e que as portas e janelas da cozinha e da sala de material de limpeza tinham sido forçadas. Nesse local o dano foi registrado e o furto foi frustrado.

 

Ameaça com faca

Policiais militares foram até ao Parque do Estado, no entardecer de domingo (1º) onde um homem estaria ameaçando a ex-namorada. Ele pulou o muro e estava sentado na área. A mulher de 39 anos e a filha de 16 anos estavam trancadas dentro da residência. Ela, ao saber que os policiais haviam chegado, abriu a porta, momento em que o homem invadiu a casa dizendo que iria matá-la. Ela e a filha conseguiram correr para fora e os policiais entraram na casa o surpreendendo de posse de uma faca com 25 centímetros de lâmina. Segundo os policiais Santiago e Soares ele não atendia aos pedidos para largar a faca e veio para cima da equipe, sendo necessário imobilizá-lo para que deixasse a arma. O autônomo William Aparecido de Souza, 25 anos, foi detido e levado à delegacia e permaneceu preso por ameaça, violência doméstica, lesão corporal, desobediência, resistência e desacato.

 

Carrinho de bebê

Foi uma vizinha que alertou o açougueiro de 28 anos, de que um homem conhecido no bairro estaria furtando sua residência. A vítima chegou a ver o suspeito pulando o muro com um carrinho de bebê, na noite de domingo (1º). O homem de 45 anos foi encontrado pelos policiais militares Robson, Garcia e Pires. Ele admitiu ter tentado efetuar o furto do carrinho e que fez isso por ser usuário de entorpecente e precisava saldar dívida. Após esclarecimentos na delegacia, ele foi liberado.

 

Morte após consulta

O Samu foi acionado por familiares do aposentado Jocemar Medeiros Monteiro, 62 anos. Mas, quando a equipe chegou, ele já estava em óbito. Os indícios são de morte por cardiopatia. A vítima, segundo um primo, tinha procurado atendimento médico no dia anterior à morte. Com fortes dores no corpo foi até o PPA. Após isso voltou para casa. Ele foi encontrado morto, na quinta-feira (29) após ter feito uma ligação para os parentes pedindo ajuda para voltar ao médico porque não estava se sentindo bem.

 

Post anterior

Artesanato em prol da Apae

Próximo post

Governo Federal aumenta mais de 200% repasse para Oncologia do HM