Home»Polícia»Curtas: Embriaguez ao volante e documento perdido

Curtas: Embriaguez ao volante e documento perdido

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Embriaguez ao volante

Um açougueiro de 38 anos teve o veículo guinchado e recebeu multas por infrações cometidas após se envolver em um acidente de trânsito e estar visivelmente embriagado. Um homem que estava próximo a uma empresa, no Ypê I, viu quando o açougueiro foi agredido por alguns caminhoneiros. Após as agressões, os homens deixaram o local. O açougueiro contou que seguia pela avenida, por volta das 12h de domingo (23), mas que uma carreta estava à sua frente e um caminhoneiro começou a buzinar atrás, vindo a ‘fecha-lo’ em seguida. Com isso, ele perdeu o controle da direção e se chocou contra a guia, danificando a roda. Momento em que houve a agressão. Dentro do veículo os policiais localizaram uma garrafa de cachaça e 11 latas de cerveja. Após exame de sangue de dosagem alcoólica, o açougueiro foi liberado.

 

Furto em loja de motos

Os guardas civis Fernandes e Evaldo patrulhavam a Avenida 9 de Abril, no Centro, quando viram um homem pulando a grade de proteção de uma loja. Era por volta das 5h30 de domingo (23). Com apoio dos guardas Camargo e Ronnie, eles entraram na loja e encontraram Davi Felipe Grizante escondido entre as motocicletas. Dois capacetes estavam separados em um canto e no bolso da calça cinco chaves de motos de vários modelos. O comerciante foi avisado e foi até a Central de Polícia Judiciária onde recebeu as mercadorias de volta. O delegado Paulo Agostinete determinou a prisão pela tentativa de furto. Ele já tinha antecedentes por furto de veículos.

 

Documento de estrangeiro

Um jovem haitiano (Marc-Alder Delmar) perdeu alguns documentos pessoais durante o deslocamento do serviço para casa. Soube que uma pessoa encontrou os documentos e ligou para a escola onde estuda, informando seu contato para entrega. Mas o número de telefone deve ter sido anotado errado e a ligação não completa. A funcionária do estabelecimento de ensino não anotou o endereço da pessoa, achando que não seria necessário. Sem ter como recuperar o documento, emitido pela Polícia Federal para a permanência no país, o jovem pede ajuda para tentar localizar quem achou os documentos. A emissão do documento custa cerca de R$ 500. O RG de estrangeiro pode ser entregue na Gazeta.

 

 

Post anterior

GAZETA GUAÇUANA, 25 de julho de 2017

Próximo post

Mulher seminua é encontrada morta na SP-342