Home»Destaque na Home»Curtas: carro incendiado e briga de casal termina em roubo

Curtas: carro incendiado e briga de casal termina em roubo

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Carro incendiado

O trabalhador rural de 38 anos dormia na madrugada desta segunda-feira (23), quando percebeu a cachorra latindo e ao verificar o que acontecia do lado de fora avistou um homem, com capacete, ateando um galão em cima do seu carro. Em seguida montou na garupa de uma moto e fugiu. A casa, no Residencial Ypê Amarelo, não tem muros.

O líquido inflamável começou a queimar o veículo, um Corsa Wind, de cor branca. Os bombeiros conseguiram apagar as chamas e o dano foi na lataria.

 

Monitores localizados

Os policiais militares Júlio e Abelino patrulhavam a Vila Paraíso, por volta das 3h50 desta segunda-feira (23), quando suspeitaram de um jovem carregando uma caixa sobre a cabeça. Dentro da caixa dois monitores marca Sansumg e AOC, que pareciam terem sido arrancados com os cabos rompidos. Em defesa, o desempregado de 23 anos disse que recolhia reciclagem e achou os equipamentos em um monte de lixo na praça da igreja e iria levar para casa. Após ser ouvido na delegacia e a ocorrência registrada, o rapaz foi liberado.

 

Tombamento de Carreta

O motorista de uma carreta carregada de papelão, de 58 anos, não conseguiu fazer a curva em trecho da vicinal Mogi Guaçu – Itapira, e tombou o veículo. Os policiais militares rodoviários, Evaristo e Admar foram até a Santa Casa onde o motorista fez o teste do bafômetro e cedeu sangue para exame para dosagem alcoólica e o caso será apurado. A carga foi retirada somente na manhã dessa segunda-feira (23)

 

Foi separar briga e perdeu bike

O pedreiro de 52 anos pedalava pelo Jardim Canaã II, na noite de domingo (22), quando viu um casal brigando e decidiu apartar a briga. Furioso o agressor, o servente Pablo Eduardo Andrelino Valadão, 18 anos, foi para cima do pedreiro com uma faca. Para se defender, o pedreiro colocava a bicicleta na frente do corpo, momento que Pablo pegou a bicicleta e fugiu. Uma viatura da PM apareceu e os policiais Alan e Aquino detiveram o agressor que soltou a faca. Ele foi levado à delegacia e como não tinha R$ 1 mil para pagar a fiança por roubo, permaneceu preso até ser apresentado ao juiz da Vara Criminal.

 

 

 

 

Post anterior

Mogi Guaçu segue tentando ser Município de Interesse Turístico

Próximo post

Preso por tráfico, homem mandou atropelar ex-companheira