Home»Destaque na Home»Curtas: bike recuperada, briga em hospital e mulher manda agredir ex-marido

Curtas: bike recuperada, briga em hospital e mulher manda agredir ex-marido

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

 

Bicicleta recuperada

Guardas civis patrulhavam a região dos Ypês, na manhã dessa segunda-feira (30), quando foram informados de um furto de bicicleta em andamento. A bike estava em frente a uma farmácia pelo Jardim Ypê I. O dono da bicicleta viu quando o rapaz fugia com ela. Ele correu atrás e conseguiu detê-lo até a chegada da viatura. Os guardas Edinaldo e Gonçalves conduziram os dois para a delegacia. O delegado de plantão, João Luiz Rissato, indiciou Raydson Guerra, 23 anos, por furto e ele aguardará preso até audiência de custódia com o juiz da Vara Criminal.

 

Briga no hospital

Guardas civis foram acionados até a Santa Casa, na madrugada dessa segunda-feira (30), onde uma acompanhante e uma técnica de enfermagem tiveram um desentendimento. A esteticista de 30 anos disse que pegou o prontuário da mão da profissional e questionou a falta de um medicamento para a paciente da qual era acompanhante. Disse que a técnica de enfermagem foi agressiva com ela tentando pegar o documento de suas mãos e que apenas se defendeu. Já a técnica de enfermagem disse que foi até o quarto da paciente para pegar o prontuário que a acompanhante havia pegado da enfermaria. A profissional disse que pediu para ela não fazer foto do documento, momento em que o celular caiu ao chão e que ao se abaixar para pegar foi mordida no braço. A discussão começou porque um medicamento não foi administrado por ordem médica. Um boletim de ocorrência de agressão foi registrado na delegacia.

 

Mulher manda agredir ex

Atendentes do PPA ligaram para a Guarda Civil, na noite de domingo (29) para averiguar o caso de um homem que tinha sido espancado na rua. O pedreiro de 30 anos reside em Mogi Mirim e foi até a casa da ex-mulher, no Jardim Santa Terezinha, para ver o filho. Ao perceber que ela tinha bebido, chamou sua atenção e começaram a discutir. Ao deixar a residência dela, a mesma pediu para amigos o agredirem. Ele disse que foi espancado com socos, pedaços de pau e uma barra de ferro. Ao conseguir escapar da turba foi buscar atendimento médico e permaneceu em observação. Aos guardas Sueli, Floriano e Daniele disse que não conhece os agressores.

 

Transplantado morre

Um homem de 35 anos morreu no Pronto-socorro municipal, neste domingo (29) após ter sido socorrido por familiares. A médica que acionou a viatura da Guarda Civil para registrar o fato, contou que o paciente chegou já sem vida e que familiares disseram que ele era transplantado. A vítima recebeu um novo coração aos 12 anos de idade, mas que antes de ser levado ao hospital, havia a suspeita dele ter feito consumo de cocaína.

 

Avó desiste de denunciar neto

A aposentada de 74 anos pediu ajuda da Guarda Civil, na tarde de sábado (28), para retirar pertences da casa do neto, no Jardim Boa Esperança. Segundo ela relatou aos guardas Edinaldo e Gonçalves, o neto é usuário de entorpecente e vende os objetos da casa. O técnico em Segurança do Trabalho, de 30 anos, teria ficado alterado fazendo ofensas a ela e lhe dando um soco. Aos guardas ele disse que a avó o agrediu com uma bengala e que a empurrou para evitar mais agressões e negou ter batido na idosa. Na delegacia, a avó desistiu de denunciar o neto por ter ficado com pena dele, não querendo que o mesmo fosse preso pela Lei Maria da Penha. Eles foram liberados na delegacia.

 

Post anterior

SANTA EDWIGES: Festa Italiana chega a 8ª edição

Próximo post

Presidente do PSD quer posicionamento de Chicão