Home»Em Destaque»Crêpe Suzette

Crêpe Suzette

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Por: Camila Maria*

Em 1895, o garçon (menino em francês, já que ele tinha apenas 14 anos) Henri Carpentier, do restaurante Maître de Monte Carlo, errou ao preparar as panquecas da sobremesa de um dos frequentadores mais ilustres do restaurante, o Príncipe de Gales, o futuro rei Eduardo VII. Carpentier exagerou na dose de licor ao flambar as crêpes com o que elas acabaram se inflamando no réchaud. Sem saber o que fazer, ele gritou Voilà! E serviu o prato. O príncipe gostou tanto que perguntou o nome da sobremesa. Carpentier improvisou a resposta dizendo que era crêpe princesse. O futuro monarca mudou o nome para crêpe Suzette em homenagem à sua companhia da noite. Alguns dias depois, o menino recebeu como presente um anel de brilhantes, um chapéu panamá e uma bengala.
Mais tarde, Carpentier ficou famoso e até chegou a chefe na casa dos Rockfeller. Ele gostava de repetir esta história e acabou até escrevendo um livro, o Life à la Henri. Além disso, dizem que em 1890, o grande Escoffier, um dos pais da cozinha moderna, já flambava os seus crêpes e dizia que esta receita datava da Idade Média, quando preparada para a festa da Virgem Maria, dia 2 de fevereiro. Na França, há quem diga que quem tocar o cabo da frigideira dos crêpes nesse dia, segurando uma moeda, terá muita sorte e fortuna.
Já contada a história deste prato delicioso que só parece simples, vamos prepará-lo? Cai muito bem com uma bola de sorvete de creme.

INGREDIENTE:

Da massa
150 g de açúcar
150 g de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 limão
1 laranja
4 ovos
Algumas gotas de essência de baunilha
30 ml de licor de laranja
500 ml de leite
100 g de manteiga

Da calda
40g de açúcar
1 limão ou laranja
50 g de manteiga
100 ml de suco de laranja
50 ml de suco de limão
100 ml de licor de laranja
30 ml de conhaque

MODO DE PREPARO:

Da massa
Em uma tigela, misture o açúcar, a farinha peneirada, o sal, as raspas do limão e da laranja. Abra um pequeno buraquinho na tigela e adicione os ovos, a baunilha, o licor de laranja e o leite. Misture bem até obter uma massa homogênea. Peneire a massa para deixá-la bem lisa e leve-a à geladeira por 1 hora.
Enquanto isso, derreta a manteiga lentamente até que ela comece a escurecer. Espere a manteiga escurecida (beurre noisette) esfriar e misture-a na massa já descansada.
Esquente uma frigideira antiaderente untada com um pouco de manteiga e coloque aos poucos a massa na frigideira. Cozinhe os crepes por aproximadamente 30 segundos de cada lado.

Da calda
Lave bem o limão ou laranja e esfregue o açúcar nele. Em uma frigideira grande, derreta a manteiga em fogo médio e adicione este açúcar.
Quando caramelizar, acrescente o suco de limão e de laranja mexendo muito bem. Dobre 4 dos seus crepes em 4 partes e coloque-os na frigideira. Em um dos cantinhos da sua frigideira, coloque o licor de laranja e o conhaque (ao colocar, tem que ser fora da chama para não pegar fogo na garrafa e em você!). Quando a bebida esquentar, incline essa pontinha da frigideira em direção ao fogo e flambe os crepes. Desligue o fogo e coloque os seus crepes em um prato. Finalize com raspas de laranja e aproveite!

 

*Camila Maria é formada em gastronomia, atua como chefe de cozinha e é sócia-proprietária da Estação Chopp, em Mogi Guaçu.

Post anterior

Viaturas e ambulâncias em regime de contenção

Próximo post

Laura