Home»Cidade»Correios: categoria participa de ato em Brasília

Correios: categoria participa de ato em Brasília

Paralisação iniciada dia 19 ganha novas adesões; carteiros fizeram manifesto nas ruas de Campinas

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os trabalhadores dos Correios estarão em Brasília, na terça-feira (3), em adesão ao ato nacional em defesa das empresas públicas. Ontem (29), eles realizaram manifestação em Campinas, cidade em que reside o presidente da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, Guilherme Campos. A categoria está em greve há 10 dias.

Em sua página oficial, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios, Telégrafos e Similares) informou que, a respeito da liminar expedida nesta quinta-feira (28), pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) sobre a abusividade da greve, em nenhum momento se absteve de realizar as negociações com a ECT. Todavia, a própria direção da empresa, por meio de nota, cancelou as negociações devido à deflagração da greve.

Isto porque, o vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Emmanoel Pereira, reconheceu como abusiva a paralisação de empregados dos Correios, iniciada no último dia 19. Em seu despacho, o ministro declarou que “houve adesão à greve com a negociação ainda não encerrada, o que implica na abusividade”. A decisão foi de que os empregados que aderiram à paralisação devem retornar aos seus postos de trabalho imediatamente.

No entanto, a categoria segue em greve por tempo indeterminado, reiterando decisão tomada na segunda-feira (25) após realização de assembleia na sede do Sintect-Campinas (Sindicato dos Trabalhadores em Correios de Campinas e Região). Ainda não há balanço se houve aumento do percentual de adesão ao movimento em Mogi Guaçu, que era de 60%.

greve correios
Movimento em Campinas

 

FENTECT

Na sexta-feira (22), os Correios e a Findect (Federação Interestadual dos Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras dos Correios) chegaram a proposta de Acordo Coletivo de Trabalho para o biênio 2017/2018. A proposta que será levada para as assembleias da Findect é a manutenção do acordo de 2016/2017, com reajuste de 3% nos salários e benefícios a partir do mês de janeiro de 2018.

Segundo o apurado junto ao Sintect-Campinas, a categoria não reconhece a Findect como representante da categoria e, sim, a Fentect (Federação Nacional dos Trabalhadores em Empresas de Correios e Telégrafos e Similares). Ou seja, a mesma não recebeu qualquer proposta por parte dos Correios e aguarda audiência de mediação no Tribunal Superior do Trabalho (TST).

“Além da falta de comunicação formal por parte dos gestores da estatal, vale destacar que a proposta genérica à outra federação, viralizada, não possui minuta e valor legal. Ainda, é de causar estranheza à categoria que os Correios apresentem uma proposta à Findect, federação não regularizada oficialmente no Ministério do Trabalho”, traz mensagem do site do Sintect- Campinas.

Post anterior

Editorial: A história se repete

Próximo post

Ciclista itapirense pode ter cometido suicídio