Home»Cidade»Convênio garante recurso para mais radares

Convênio garante recurso para mais radares

Município receberá pouco mais de R$ 1 milhão; o valor é proveniente de multas aplicadas pelo Detran-SP

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O município terá quatro novos radares que serão implantados graças a recurso proveniente de convênio com o Movimento Paulista de Segurança no Trânsito e Detran-SP. Mogi Guaçu receberá pouco mais de R$ 1 milhão. A ampliação da fiscalização eletrônica havia sido adiantada à Gazeta pelo secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli e, esta semana, a localização dos equipamentos foi divulgada pela assessoria de imprensa da Prefeitura.

O convênio com o município foi assinado segunda-feira (19), em evento no Palácio dos Bandeirantes e abrange também as cidades de Araraquara, Bauru, Carapicuíba, Cotia, Mogi das Cruzes e Suzano. Juntas, receberão R$ 9,5 milhões para realizar 1.240 projetos que incluem obras viárias e ações de educação para o trânsito. O valor é proveniente de multas aplicadas pelo Detran-SP.

Mogi Guaçu receberá R$ 1.077.970,80 para sinalização horizontal e vertical e construção de rotatória, entre outras ações. A assinatura do convênio contou com a participação dos prefeitos das cidades contempladas e o governador do Estado, Geraldo Alckmin (PSDB). O prefeito Walter Caveanha (PTB) esteve na assinatura do convênio juntamente com o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli.

radar semafaro av nove de abril x john kennedyPelo projeto estão previstas a implantação de duas faixas elevadas na Rua XV de Novembro, implantação de lombadas nas Ruas Paula Bueno e Antonio Luiz Filho e também na Avenida Clara Lanzi, além de construção de rotatória na Avenida Honório Orlando Martini com Antonio Marquesi. É planejada ainda a eliminação de cruzamento na Avenida Emília Marchi Martini com a Rua Piracicaba e a implantação de sinalização horizontal, vertical e indicativa nas Avenidas Mogi Mirim, 9 de Abril, Trabalhadores, Bandeirantes, Padre Jaime e Suécia

Já os novos radares serão instalados nos avanços semafóricos no cruzamento da Avenida 9 de Abril com Francisco Franco de Godoy Bueno; cruzamento da Avenida Mogi Mirim com Sérgio Sínico; cruzamento da Avenida dos Trabalhadores com Emília Marchi Martini e no cruzamento da Avenida 9 de Abril com John Kennedy.

A Prefeitura deve receber autorização para a abertura de licitações para a contratação de empresas responsáveis para esses tipos de serviços. As obras terão início de cinco a 14 meses após a assinatura do convênio.

 

MORTALIDADE

Franceli atenta que as mortes no trânsito estão diretamente ligadas à velocidade. “Tinha como meta reduzir em 25% o número de acidentes e cheguei a 34%”, comenta lembrando que o desempenho foi reconhecido pelo Detran-SP.

O secretário frisa que, no trânsito, a prioridade é o pedestre e, por isso, a proposta é eliminar pontos de conflito porque os motoristas não respeitam limites de velocidade, o sistema semafórico ou a faixa de pedestres. “Não é uma indústria de multa, mas é a indústria da infração de trânsito. Se os motoristas respeitassem as leis não precisaríamos de radares”, justifica.

 radar semafaro emilia marchi martini

TRÂNSITO

O Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é um Programa do Governo do Estado de São Paulo e tem como principal objetivo reduzir pela metade os óbitos no trânsito no Estado até 2020. Inspirado na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) para o período de 2011 a 2020, o comitê gestor do Movimento Paulista de Segurança no Trânsito é coordenado pela Secretaria de Governo.

Post anterior

Mogi Mirim conta com retorno de camisa 10 para embate contra Monte Azul

Próximo post

Equipe Corug/SET abre temporada em Mococa