Home»Cidade»Construção de avenida é objetivo em 2016

Construção de avenida é objetivo em 2016

Conforme projeto, via ligará Jardim Novo I ao Ypê Amarelo, passando pela Avenida Clara Lanzi Bueno

2
Compartilhamentos
Pinterest Google+

É positivo o balanço que o secretário de Obras e Viação, Salvador Franceli, faz do trabalho realizado neste ano, apesar da interrupção do repasse de recursos do Governo Federal, da crise e das críticas. Para 2016, ele adianta que é um ponto de honra para a Administração Municipal a construção da Avenida Alíbio Caveanha, via que ligará o Jardim Ypê Amarelo, passando pela Avenida Clara Lanzi Bueno, ao Jardim Novo I. A obra tende a evitar que todo o trânsito do bairro siga pela Avenida Bandeirantes.

Os recursos para investimento serão provenientes da venda dos terrenos destinados a fins comerciais do próprio Ypê Amarelo. A publicação do segundo edital com as regras de venda é aguardada para janeiro. Isto porque, o primeiro não despertou interesse, o que pode ter ocorrido devido a venda de quadras inteiras. Agora, os interessados poderão comprar, no mínimo, dois terrenos. Outra parte destes recursos deve ser revertida para a reconstrução da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Santa Marta.

A Avenida Clara Lanzi Bueno está sendo duplicada e o traçado de novo trecho ligando ao matadouro já foi iniciado. “Esta etapa é feita com recursos de R$ 2 milhões liberados pelo Governo do Estado para obras de mobilidade urbana”, comenta Salvador ainda referindo-se ao Ypê Amarelo. Ainda sobre esta questão, ele diz que está enviando os documentos solicitados pelo Governo Federal para o projeto que prevê a liberação de R$ 52 milhões para o município. Este recurso é um financiamento que pode ser pago em 20 anos, sendo que 10% deverão ser obrigatoriamente usados em recape.

Apesar desta possibilidade, Salvador diz que é cético com relação a esta possibilidade por conta do momento que passa o Governo Federal. “Se vier mesmo, resolvemos a questão do recape das principais ruas e avenidas e construiremos duas pontes e dois viadutos”, detalha. Ele diz que, se a Administração não tivesse assumido uma dívida e somado esforços para pagá-la, teria tido R$ 33 milhões para investir na cidade.

Upa

UPA

Quanto à reconstrução da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), no Jardim Santa Marta, a previsão é de que a licitação (tomada de preço) seja realizada mês que vem. “O orçamento é demorado porque tem muita coisa, muitos detalhes para serem vistos diante desta possibilidade de aproveitar alguns materiais”, justifica o secretário. Com a licitação realizada em janeiro, as obras devem começar em março. A área da UPA também está sendo legalizada, pois foi construída sobre área de terceiros.

Creche do Jardim Chaparral está em construção
Creche do Jardim Chaparral está em construção

OBRAS

Com exceção das obras que dependem de recurso federal, Salvador diz que as demais estão dentro do cronograma previsto, o que é caso das creches dos Jardins Chaparral e Guaçu Mirim, Centro Dia do Idoso e ampliação de creches. Quanto às obras paralisadas diante da suspensão de repasse de recursos do Governo Federal, há expectativa de que sejam liberados para as ampliações de seis postos de saúde. Ou seja, obras que já estavam em andamento. “O Ministério da Saúde liberou, mas ainda não está na conta”, salienta. O mesmo é previsto para as obras de construção dos postos da Chácaras Alvorada, Jardim Suécia e Jardim Canaã.

Quanto ao recape das Avenidas Suécia, Padre Jaime, Nico Lanzi e da Rua Paula Bueno, com a abertura de nova licitação, a previsão é de que o serviço seja retomado no início de 2016. “Se tivéssemos recursos, recapearíamos a cidade inteira. A malha tem vida útil de sete a 10 anos, mas o nosso tem 30. E, quanto mais chuva, mais buraco”, observa.

Post anterior

Parceria com empresas é uma das metas da SET

Próximo post

Réveillon no Bristol é uma das dicas da agenda da região