Home»Polícia»Conselheira pede exoneração e deixa Conselho Tutelar

Conselheira pede exoneração e deixa Conselho Tutelar

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

No último dia 25, a conselheira Maria Goretti de Souza, 60, pediu exoneração do cargo de conselheira do Conselho Tutelar. Com isso, desde esta sexta-feira (1º), Goretti está oficialmente desligada de suas atividades.

Ela contou à Gazeta que foram pouco mais de 18 anos de uma jornada que cumpriu da melhor forma possível. A conselheira iniciou seus trabalhos junto com a implantação do Conselho Tutelar na cidade, em outubro de 2000. Passou por todos os mandatos e foi por diversas vezes presidente do Conselho.

Para Goretti, agora, chegou a hora de trilhar novos caminhos na vida. “Estou deixando o Conselho para escrever uma nova história, tanto profissional quanto pessoal. Só tenho a dizer que foi uma experiência única em minha vida. Desempenhei o cargo dando o melhor de mim, sem esforço porque quando a gente faz com amor nada é pesado. Vou levar vários casos marcantes, mas o mais gratificante é quando você termina sua ação e constata que você tirou uma criança de um risco iminente e depois vê que essa criança se tornou um adulto do bem”.

Sobre o encerramento da carreira da colega de profissão, o conselheiro Adilson Almeida disse que o Conselho Tutelar lamenta a decisão de Goretti. “Lamentamos profundamente a saída dela, porém nos alegramos com os novos rumos que ela vai tomar. Ela marcou sua passagem no Conselho com grande êxito, deixando um alto grau de profissionalismo como exemplo”.

A vaga deixada por Goretti deverá ser preenchida por um suplente. No entanto, ainda não há prazo para isso.

Post anterior

Pais dizem que secretária culpa vereadores

Próximo post

Formando Spallas encerra inscrições neste sábado