Home»Destaque na Home»COMTUR inicia processo para inserir Mogi Guaçu no MIT

COMTUR inicia processo para inserir Mogi Guaçu no MIT

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os alunos da Faculdade Municipal “Professor Franco Montoro”, sob a coordenação da professora Ana Beatriz Abud de Faria, vão auxiliar o COMTUR (Conselho Municipal de Turismo) de Mogi Guaçu a identificar potenciais turísticos que a cidade oferece. A pesquisa irá ouvir entre 600 e 1 mil pessoas. O objetivo é avaliar os pontos mais atrativos de Mogi Guaçu que possam ser considerados como potencial turístico. A partir daí, dá-se início aos projetos com foco no Turismo.

A criação do COMTUR faz parte dos procedimentos para incluir Mogi Guaçu no MIT (Município de Interesse Turístico) da Secretaria de Turismo do Estado de São Paulo. Para isso, é preciso que a cidade tenha aptidão para o setor e também atenda algumas exigências previstas em lei, como possuir meios de hospedagem no local ou na região, serviços de alimentação e de informação turística. Outra exigência da Secretaria Estadual do Turismo é que Mogi Guaçu tenha capacidade de atender a população fixa e de visitantes quanto ao abastecimento de água e coleta de resíduos sólidos. Isso porque, a partir do reconhecimento do Município como MIT, o Governo do Estado repassa R$ 600 mil por ano para a Prefeitura a fim de que esta verba seja investida no Turismo de Mogi Guaçu.

Com todas estas informações elencadas, a documentação será encaminhada para a Secretaria Estadual do Turismo. Lá, os técnicos vão avaliar a validade da proposta e, se for aprovada, os deputados estaduais precisam votar o Projeto de Lei que pedirá Mogi Guaçu como MIT. Se o projeto for aprovado, a então lei estadual ainda precisa ser sancionada pelo Governador do Estado, que atualmente é Márcio França (PSB).

Márcio assumiu projetos para inserir cidade no MIT
Márcio assumiu projetos para inserir cidade no MIT

Vale ressaltar que o COMTUR tem como presidente Luís Cláudio Soares de Oliveira, que também é representante do setor de restaurantes em Mogi Guaçu. Já o vice-presidente é Julherme Correa, que atua no mesmo setor.

Desde março deste ano, o diretor da Faculdade Municipal, Márcio Antônio Ferreira, assumiu a organização da documentação para inscrição de Mogi Guaçu no MIT.

Também vale pontuar que desde abril deste ano, Estiva Gerbi e Itapira já são cidades consideradas MIT pelo Governo do Estado de São Paulo.

(Com informações da assessoria de imprensa da Prefeitura de Mogi Guaçu)

 

Post anterior

Moradores questionam empresa sobre causas de forte odor

Próximo post

Em jogo equilibrado, Ipiranga segura Itaqui na 1ª Divisão