Home»Caderno Multi»Como aproveitar 2018, sem prejuízos à economia

Como aproveitar 2018, sem prejuízos à economia

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Passada a euforia das festas, chegou o momento de ponderar com mais calma os planos para 2018. E por que não pensar em descansar? É que muitos feriados cairão em dias úteis, o que vai ajudar naquela ‘emenda’ dos feriadões. Serão oito feriados nacionais (apenas um será no sábado), um estadual (numa segunda-feira) e cinco municipais (sendo somente um no sábado). Sem contar os oito pontos compensados e três facultativos dos órgãos públicos municipais.

O especialista em recuperação de empresas, Flávio Ítavo, em nota enviada para a Gazeta, comenta que tantos feriados se transformam num grande potencial de perdas com dias parados na economia. O impacto poderá ser de até 3% na produtividade. E a saída pode ser um planejamento estratégico adequado e a negociação de folgas e compensações. “Além dos feriados, teremos a Copa do Mundo. Se considerarmos que teremos, no mínimo, três jogos, serão mais três dias em que muitas empresas vão liberar seus colaboradores mais cedo ou deixarão de funcionar. Já viram os horários dos jogos? Todos em horário comercial”, enfatiza Flávio.

Benedito
Benedito

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Mogi Guaçu, Benedito da Silva, concorda que todos os trabalhadores gostam de feriados e ressalta que trata-se de um direito adquirido. “O trabalhador brasileiro é o povo que mais trabalha e cumpre com suas obrigações e deveres”, rebate ao ser questionado sobre as críticas de que o brasileiro adora feriado.

O sindicalista alega que o prolongamento dos feriados pode ser bom para ambos os lados. “Para o trabalhador descansar e para os empregadores que se organizam, não há prejuízos, pois já tiveram a produção antecipada com as compensações. O mesmo acontecerá com os jogos da Copa do Mundo. Cada empresa irá se organizar para que os funcionários possam acompanhar os jogos dentro da própria fábrica”.

 

Outros setores

Para a Prefeitura Municipal, as ‘emendas’ entre feriados em forma de pontos compensados e facultativos são embasados em estudos que comprovam economicidade no consumo de energia elétrica, combustíveis, água, café e material de consumo.

Já para aqueles que dependem dos Correios para entrega e recebimento de encomendas e correspondências, o órgão informou que em caso de necessidade pontual, poderão ser adotadas operações especiais. No mais, os clientes devem ficar atentos para recontar prazos decorrentes de feriados nacionais, estaduais, municipais, recessos ou datas extraordinárias, como os jogos da Copa.

PASSEIOS E DIVERSÃO

Cinema e Turismo são beneficiados com feriados

A direção do Buriti Shopping ainda não definiu as escalas de aberturas e eventos para esses períodos. Mas o centro comercial sempre é o ponto de referência de passeio para os guaçuanos e moradores da região.

Cineflix Os Dez MandamentosO Departamento de Marketing da rede de cinemas Cineflix aposta nos lançamentos previstos para esse ano para manter o público de olho na telona. “Não acreditamos que a Copa do Mundo e os feriados venham afetar o fluxo do cinema. Tivemos como exemplo a Copa passada, quando o Brasil recebeu os jogos e houve um incremento em nossas vendas com o sucesso de ‘A Culpa é das Estrelas’. Até porque, em junho é o início da temporada dos maiores lançamentos de 2018 com grandes estreias como ‘Jurassic World’ e ‘Os Incríveis 2’”, comenta Juliano Tortelli.

Já Adriana Soccio, da Agência Mogiana Turismo, comenta que a procura por pacotes promocionais começou no ano passado, sendo que geralmente isso acontece na primeira semana de janeiro. “Nossa expectativa de crescimento está numa média de 8%, visto que a procura nos últimos meses teve um impacto que superou 2016”, avaliou.

Para Adriana, a melhora no orçamento da população teve um papel fundamental nesses resultados, além da mudança de comportamento. “O brasileiro resolveu sacudir a poeira e deixar de lado a crise, priorizando o lazer. Fazendo valer o que há algum tempo estava sendo deixado para trás na lista de prioridades”.

Imagem - Montevidéu - Viagem

Um dos destinos mais procurados pelos guaçuanos é Curitiba/PR. “Com seus encantos e o belíssimo passeio de Trens de Luxo para uma rota romântica e diferenciada. Arraial do Cabo/RJ, Búzios/RJ e Serras Gaúchas/RS também são bastante escolhidos. Ainda na América do Sul, podemos citar Montevidéu, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina, que estão com preços atrativos”.

POVO FALA

 

adenilson associacao comercial

“A cidade perde com feriados por não ser turística, pois o valor que poderia ser consumido aqui vai para cidades que possuem esta finalidade. Sobre a Copa do Mundo, a Associação Comercial está fazendo seu planejamento para 2018, por isso ainda não estudou ações que reflitam o fechamento do comércio durante os jogos”.

Adenilson Júnior dos Reis, Superintendente da ACIMG (Associação Comercial e Industrial de Mogi Guaçu)

 

benedito toso arruda tica arruda

“2017 foi complicado com a demora nas negociações salariais, também complicou com essas novas leis trabalhistas. Houve muita discussão e ainda não abordamos como será essa incógnita dos feriados. Voltamos de recesso agora, em janeiro, e vamos ver sobre isso. Mas já sabemos que será complicado para as vendas no comércio”.

Benedito Toso de Arruda, o Tica Arruda, presidente do Sindicato do Comércio Varejista

 

sulivan presidente oab

“Quem sofre com isso é a sociedade como um todo. Os andamentos de processos que já são lentos, com menos dias úteis se tornam ainda mais devagar. Na prática, um prazo de 15 dias hoje, dependendo dos feriados que possam ter no meio e ainda os fins de semana, acaba sendo quase 30 dias, fato que também contribui para uma demora maior na resolução dos processos. Mas reforço que não há saída para o país que não seja pela reforma política, qualquer outra saída será um desastre”.

Sulivan Rebouças Andrade, presidente da 61ª Subsecção da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de Mogi Guaçu. 

 

Confira algumas dicas para empresários:

 Para o especialista Flávio Ítavo, a maior parte das empresas não se planeja para esses eventos, como Copa do Mundo e feriados. Ele incentiva a dividir os feriados entre “não contornáveis” e “contornáveis”, quando é possível contar com esquemas alternativos de produção, com compensação em outro dia.

 

  • Monte um calendário “alternativo” para estas datas que não penalize a empresa e possibilite aos funcionários a obtenção das folgas ao longo do ano, e não especificamente nas emendas. É surpreendente o número de pessoas que não gosta de viajar nos feriados.

 

  • Negocie antecipadamente com os funcionários e ou com o Sindicato. Normalmente as empresas que tem maior porte negociam com os Sindicatos. Iniciar o ano com o calendário já negociado é tarefa básica e muito útil.

 

  • Mantenha uma linha de comunicação clara. Os custos projetados geralmente não levam em consideração as emendas entre os feriados, o mesmo costuma acontecer com os rateios dos salários, ou seja, não faz sentido para empresas com dificuldades ter de arcar com uma cadeia de custeio além de suas possibilidades financeiras.

 

 

 

 

 

Post anterior

Ypê Amarelo: 19 invasões são registradas pela polícia

Próximo post

Lojistas do Centro reclamam de casos de furtos