Home»Cidade»Começa a campanha de vacinação contra gripe

Começa a campanha de vacinação contra gripe

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Aos 81 anos, Gilberto Bergamasco faz questão de se imunizar contra a gripe. Nesta segunda-feira (23), primeiro dia da campanha de vacinação, ele foi ao PSF (Programa de Saúde da Família) do Jardim Boa Vista, onde foi imunizado. Mas, a procura ainda era tímida. A campanha se estende até o dia 1º de junho.

Acostumada a pouca procura pela vacina nos primeiros dias de campanha e até mesmo à recusa de muitos pacientes que poderiam ser imunizados, como os idosos, a enfermeira da unidade de saúde, Regiane Gomes de Lima Domingues, acredita que muitos deixarão para se imunizar dentro de alguns dias. “Enquanto isso, eles ficam desprotegidos”, comenta observando que a campanha acontece exatamente neste período de maior transmissão da doença. Ou seja, quanto antes se imunizar, melhor.

vacinacao gripe gilberto

O ideal, na avaliação da enfermeira, seria que o “Dia D”, que é aquele em que todas as unidades de saúde abrem voltadas exclusivamente à vacinação, acontecesse logo no início da campanha. No entanto, será dia 12 de maio, no sábado que antecede o Dia das Mães. De qualquer maneira, a vacina seguirá disponível nos postos de saúde, das 8 às 11 horas e das 13 às 15h30.

Prevenido, Gilberto garantiu a vacina antes mesmo de fazer curativo, outro procedimento pelo qual iria passar no PSF. “Acho que se tem a vacina, a gente tem que tomar”, diz.

ESTADUAL

Em todo o Estado a meta é imunizar 10,7 milhões de paulistas, o que corresponde a 90% da população-alvo definida para a campanha. A vacina é produzida pelo Instituto Butantan, que neste ano disponibilizou 60 milhões de doses ao Ministério da Saúde para a realização da campanha em todo o Brasil.

 

Considerando todo o território paulista, a meta é vacinar mais de 4,3 milhões de idosos, ou seja, pessoas com 60 anos ou mais; cerca de 2,4 milhões de pessoas com comorbidades (asma, diabetes, imunodeprimidos e outros), 2,3 milhões de crianças (seis meses e até cinco anos); 1,2 milhões de profissionais de saúde; 423 mil gestantes e 70 mil puérperas (com até 45 dias após o parto), entre outros.

Segundo recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde), a vacina de 2018 irá prevenir contra o vírus Influenza dos tipos A (H1N1), A (H3N2) e B.

 

 

 

 

Post anterior

Renovias estima movimento de 107 mil veículos durante feriado

Próximo post

Reajuste: PT guaçuano repudia decisão do Governo Municipal