Home»Caderno C»Com reforma do Centro Cultural atividades serão reorganizadas

Com reforma do Centro Cultural atividades serão reorganizadas

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Com início previsto para o mês de abril, a reforma do Centro Cultural é aguardada com expectativa pela Secretaria Municipal de Cultura e, ao mesmo tempo, exigirá algumas readequações. Afinal, os serviços deverão resultar na reorganização das atividades realizadas no local que conta com o Teatro Tupec e a Emia (Escola Municipal de Iniciação Artística).

O secretário municipal de Cultura, Luiz Carlos Ferreira, acredita que toda a reforma levará de sete a oito meses, incluindo a instalação do ar condicionado e a troca do forro no Teatro Tupec. “A troca da cortina e do carpete não foram contempladas com esta verba, mas estamos tentando obter recursos junto às empresas”, adianta. No mais, segundo Ferreira, o local passará por pintura interna e externa, troca do alambrado, adequação da acessibilidade (rampas e banheiro para deficiente).

Luiz Carlos
Luiz Carlos

Neste período de reforma, Ferreira prevê a readequação da agenda do Teatro Tupec. “Já pedi que a reforma seja iniciada pelo teatro porque o maior medo é prejudicar a agenda no final do ano”, disse. Quanto às aulas da Emia, por exemplo, ele não descarta a possibilidade de suspensão temporária, caso não consiga fazer a relocação das aulas. No entanto, o secretário faz questão de frisar que a reforma é necessária e muito esperada e, portanto, estas adequações não são vistas como empecilho ao trabalho.

A reforma contempla ainda o término do espaço destinado à lanchonete e o conserto das divisórias de madeira. De acordo com Ferreira, depois da reforma concluída é que irá verificar como ficará esta questão da lanchonete. Ou seja, se o espaço será destinado a esta finalidade ou para a parte administrativa do Centro Cultural, liberando as salas atuais desta função para outras finalidades.

 

PROJETO

No final do ano passado, Mogi Guaçu teve aprovado o projeto de reforma do Centro Cultural através do FID (Fundo Estadual de Defesa do Interesse Difuso), vinculado à Secretaria de Justiça e da Defesa da Cidadania do Governo do Estado. O município contará com R$ 1 milhão para a recuperação total do prédio. O projeto compreende na reforma completa do imóvel, recuperação de alambrado, pintura, adequação das rampas de acesso, compra e instalação de 20 aparelhos de ar condicionado para o teatro, conclusão do projeto de combate a incêndio, entre outros.

centro cultural teatro

Post anterior

Na Colômbia: Malu Duarte participa do Mr. Olympia

Próximo post

Vigilantes autônomos serão cadastrados pela Segurança