Home»Polícia»Carga avaliada em 40 mil é roubada e veículo é abandonado na Nova Louzã

Carga avaliada em 40 mil é roubada e veículo é abandonado na Nova Louzã

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O furgão Ducato de Barueri roubado com uma carga de cigarros da Philip Morris, avaliada em 40 mil, foi abandonado na Zona Rural de Nova Louzã. A informação repassada à Polícia Militar pelo sistema de monitoramento era de que o veículo estava bloqueado em Mogi Guaçu.

Os policiais André e Estevam encontraram o veículo por volta das 10h30 dessa terça-feira (25), com a porta danificada e sem a carga. Um funcionário da empresa, analista de risco, desbloqueou o veículo que foi guinchado à Central de Polícia Judiciária.

Antes de o veículo ser deixado em Nova Louzã, os bandidos abandonaram o motorista de 27 anos em Atibaia e ele foi trazido para Mogi Guaçu para prestar depoimento.

O motorista disse que tinha como destino Espírito Santo do Pinhal quando foi abordado por um veículo I-30, cor prata, com três pessoas dentro e diante de ameaça de morte entregou o furgão.

Roubo Cigarro

Estatística

Embora o roubo de carga ainda seja uma realidade que amedronta motoristas, o Governo do Estado de São Paulo apresentou queda nesse tipo de crime pelo terceiro mês consecutivo. A redução em julho foi de 19,51%, com 143 casos a menos em relação à igual mês do ano passado.

O secretário da Segurança Pública, Alexandre de Moraes, destacou que a queda é resultado de um trabalho de investigação, que contou com a elaboração de um mapeamento pela Polícia Civil, com os dados dos 10 últimos anos de roubos de carga em todo Estado, como locais das ocorrências, detalhamento dos veículos envolvidos, forma de ação das quadrilhas, além de dados de pessoas presas e foragidas. Estes dados subsidiaram as investigações e a prisão de 234 pessoas nos últimos meses.

O interior registrou queda de 16,67% nos roubos de carga na região em julho, com 25 casos a menos. É a quinta redução do indicador em 2015. O número passou de 150, em julho de 2014, para 125 ocorrências no mês passado.  No comparativo do último trimestre do ano, a queda foi de 7,8%, com 33 casos a menos. O número de ocorrências passou de 423, no período de maio, junho e julho para 390 nos mesmos meses de 2015. (KA com informações da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo)

Post anterior

SOV pavimenta trecho recuperado na Av. das Torres

Próximo post

Concerto da Independência será dia 2 com entrada franca