Home»Cidade»Caminhões quebrados atrasam coleta de lixo

Caminhões quebrados atrasam coleta de lixo

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Os moradores do Jardim Novo I e bairros adjacentes tiveram que esperar a retirada dos sacos de lixo de frente de suas casas nesta terça-feira (16). A coleta sofreu atraso devido a problemas com os caminhões. A SSM (Secretaria de Serviços Municipais) contabilizou três caminhões quebrados hoje. “Hoje tivemos três caminhões quebrados e isso atrasou todo o trabalho. Estamos fazendo o possível para não atrasar, mas está bem difícil devido a situação dos caminhões. Quando um quebra temos que enviar o veículo de outro setor para finalizar o serviço”, informou o secretário da SSM, Luiz Martini Neto.

Segundo ele, o começo do ano sempre é mais complicado, pois o processo de compra de peças é demorado e atrasa ainda mais o conserto do veículo. Além disso, a vida útil dos caminhões é cada vez menor. “Na segunda-feira (15), estávamos com cinco caminhões quebrados. O que é mais fácil de acertar fazemos o trabalho aqui mesmo, mas tem alguns que o conserto é mais demorado e tudo isso atrasa o trabalho dos coletores”, informou.

A SSM conta com 10 caminhões para realizar a coleta no município, mas o secretário diz que já virou rotina os caminhões na oficina. “É um pneu furado, é uma mangueira furada, é um motor com problemas. São caminhões velhos e sempre tem alguma coisa para fazer. Por isso, estamos empenhados em conseguir um financiamento para a compra de três a quatro caminhões, o que nos ajudaria e muito a regularizar essa situação”, reforçou o secretário.

lixo canminhao quebradoAinda no período da manhã, os coletores fizeram as “bandeiras”, nome dado aos montes de sacos de lixo feito pelos coletores. Em algumas ruas do Jardim Novo I foram “atropeladas” ou rasgadas por cachorros. A coleta foi concluída por volta das 11h00.

Post anterior

Sinal analógico: desligamento é previsto para esta quarta-feira

Próximo post

Colégio Materna: empresária e Prefeitura aguardam manifestação da Justiça