Home»Destaque na Home»Câmara oficializa pedido ao prefeito para destinar dinheiro à Santa Casa

Câmara oficializa pedido ao prefeito para destinar dinheiro à Santa Casa

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

A Câmara Municipal de Mogi Guaçu aprovou Moção de Apelo ao prefeito Walter Caveanha (PTB) pedindo para que ele destine o restante do duodécimo da Câmara para a Santa Casa de Misericórdia de Mogi Guaçu. Os 11 vereadores assinaram a Moção e ela foi aprovada na noite desta segunda-feira (12), durante a sessão. Não há necessidade de sanção do prefeito. A Moção é uma proposta feita pelos vereadores que pode ou não ser aceita pelo prefeito.

Diante das dificuldades financeiras que a Santa Casa vem enfrentando, os vereadores já estavam sendo cobrados para ajudar a instituição de alguma maneira. Além do que, os próprios vereadores também já estavam analisando o modo como iriam auxiliar a Santa Casa.

Depois de muito debater o assunto na tribuna da Câmara Municipal e também fora dela, os vereadores cogitaram a hipótese de destinar o restante do duodécimo da Câmara Municipal para a Santa Casa guaçuana. No entanto, essa transferência de dinheiro somente pode ser feita com a autorização do prefeito. Isso porque, é a Prefeitura quem repassa o dinheiro mensalmente para que a Câmara custeie salários e demais despesas do prédio, como água, luz, telefones e materiais de trabalho. Portanto, cabe ao prefeito decidir qual será o destino com o restante do dinheiro que todo fim de ano a Câmara Municipal devolve à Prefeitura.

Em 2017, a Presidência da Câmara devolveu à Prefeitura pouco mais de R$ 1,5 milhão. Os outros R$ 550.089,31 foram devolvidos nesta quinta-feira (28), totalizando o valor de R$ 1.550.089,31. Também em 2017, a Câmara recebeu um orçamento de R$ 8,6 milhões.

sessao de camara projeto proguaçu

Para este ano, ainda não há como prever o valor que a Casa de Leis conseguirá economizar para devolver à Prefeitura, mas independentemente disso, o pedido para que a quantia seja destinada à Santa Casa já foi feita pelos vereadores. “A Câmara demonstra que está comprometida com a situação difícil da Santa Casa. Agora, fica o apelo ao prefeito para que ele acolha nosso pedido e tome providências para destinar essa verba para a instituição”, disse o vereador Fábio Luduvirge Fileti, o Fabinho (PSDB), com o apoio de todos os outros 10 vereadores.

Este ano, a direção da Santa Casa admitiu que a situação financeira da instituição está precária e pediu ajuda, inclusive, nas redes sociais, mobilizando toda a sociedade na arrecadação de mantimentos e dinheiro.

 

 

Post anterior

Morador se queixa de buraco na Paula Bueno

Próximo post

Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva aderem o “Internet para Todos”