Home»Destaque na Home»Barracão de peças automotivas é lacrado

Barracão de peças automotivas é lacrado

1
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Um barracão de venda de peças usadas foi lacrado na tarde desta quarta-feira (7) após denúncia de que estaria sendo usado para o ‘desmanche’ de veículos. A operação foi deflagrada pela Polícia Militar após uma denúncia anônima feita ao Disque 190.

O tenente Wesley Xavier da Paz com apoio de demais viaturas cercou o local, no Jardim Canaã II. O estabelecimento estava fechado. Pelos muros, os policiais perceberam movimentação e logo em seguida um homem abriu a entrada para que uma vistoria fosse feita.

No local, os policiais encontraram diversos motores automotivos, mais de 100 suspensões de veículos, além de câmbio, rádios e um tanque cheio de combustível. Para exemplificar, 12 motores estavam com a numeração adulterada e também serão periciados. Por isso, foi necessário acionar funcionários do Detran (Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo) e a perícia da Polícia Científica.

 

local desmanche bairro canaa

 

local desmanche bairro canaa

Os policiais apuraram que o homem encontrado no barracão teria sido contratado recentemente e teria de ‘dar baixa’ no Palio em dois dias. Ele também já teria desmontado outros quatro veículos nesse mês.

Enquanto o barracão permanece lacrado, a investigação seguirá apurando a conduta do funcionário e do proprietário do estabelecimento, que juntamente com o pai é dono de outra revenda de peças de veículos em Mogi Mirim. Eles foram presos por tentativa de estelionato e, após pagarem fiança de R$ 1 mil e R$ 5 mil, foram liberados e responderão em liberdade.

Um veículo Palio estava parcialmente desmontado, sem duas rodas, capô e equipamentos de segurança. Mas segundo o advogado do proprietário do estabelecimento, Leonardo Leitão Ferreira, não existe qualquer crime nesse caso porque o veículo foi comprado recentemente como consta na documentação de compra e venda que foi apresentada. O antigo dono do veículo foi localizado em Rio Claro, pela Polícia Militar daquele município, e confirmou a venda por R$ 18.500.

 

Procedência das Peças

Em nota encaminhada à Gazeta, a Assessoria de Imprensa do Detran confirmou que  o barracão não tinha autorização para funcionar como desmanche e, por isso, foi lacrado. Entre as penalidades previstas para as empresas irregulares estão: interdição do estabelecimento, perda dos bens (peças) e multa. Os estabelecimentos interditados respondem a processo administrativo, têm direito a ampla defesa, e eventualmente poderão ser reabertos de acordo com o resultado do processo.

A Assessoria ainda esclarece que a legislação exige o credenciamento das empresas no Detran, entre outros requisitos, para atuar no ramo e participar de leilões para adquirir veículos destinados a desmonte para comércio ou reciclagem das peças usadas.

Os principais objetivos são inibir o furto e o roubo de veículos, assegurar que empresas idôneas continuem atuando no mercado e garantir a legalidade do produto que chegará ao consumidor final.

Controle na palma da mão – As principais peças automotivas recebem uma etiqueta com número único de série e código QR-Code e são cadastradas no sistema online do Detran.SP pelas empresas do setor. O consumidor pode consultar a procedência da peça e ter a garantia de comprar apenas itens de origem legal. A pesquisa pode ser feita por meio do aplicativo de serviços do Detran.SP para tablets e smartphones ou qualquer outro aplicativo com leitor de CR-Code.

A consulta também pode ser feita por meio do portal www.detran.sp.gov.br na área “Parceiros”, opção “Desmontes”. A pesquisa exibe o tipo, a marca, o modelo e o ano do veículo ao qual a peça pertencia, além de identificar qual a empresa desmontadora e comercializadora do produto. Quando existem registros fotográficos do veículo, as imagens ficam disponíveis para visualização.

 

local desmanche bairro canaa

local desmanche bairro canaa

 

Post anterior

CEI da Carne aguarda resposta de ofício entregue à Prefeitura

Próximo post

Acesso é improvisado pela SOV em frente de garagem