Home»Destaque na Home»Autoridades discutem projeto de videomonitoramento

Autoridades discutem projeto de videomonitoramento

Um encontro foi realizado nesta semana na Delegacia Seccional e reuniu autoridades

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Na manhã de quinta-feira (25), uma reunião entre autoridades da cidade e de municípios vizinhos foi realizada na Delegacia Seccional de Mogi Guaçu com o objetivo de fazer o projeto de videomonitoramento caminhar o quanto antes para sua execução. O assunto vem sendo discutido desde o final de março, quando o deputado federal capitão Augusto (PR-SP) esteve na cidade e se comprometeu em enviar uma verba de R$ 300 mil para ajudar na implantação do sistema de segurança, conforme já noticiou a Gazeta.

A reunião de quinta-feira foi comandada pelo delegado seccional José Antônio Carlos de Souza que lembrou que as cidades de Mogi Mirim, Estiva Gerbi e Itapira também receberão a verba de R$ 300 mil prometida pelo deputado. “Apresentei ao capitão Augusto a necessidade da gente fechar também essas cidades, já que eu entendo que monitorar Mogi Guaçu é pouco. É preciso fechar um cinturão”. O delegado ainda informou que cidades que tem monitoramento registram queda de até 50 % nos números da criminalidade.

dr judite - major adriano e dr jose antonio seccional reuniao monitoramento cidadeDe acordo com José Antônio, das oito cidades que pertencem a Delegacia Seccional, Santo Antônio de Posse, Holambra, Jaguariúna e Pedreira, que são da Região Metropolitana de Campinas, já estão sendo contempladas com o monitoramento. “Com isso, os criminosos vão migrando para municípios que não são vigiados”.

Uma empresa especializada em videomonitoramente, que também esteve presente no encontro, vai auxiliar as forças de segurança a desenvolver os projetos. “Cada cidade vai ter um esboço, sendo que todos serão anexados juntamente para ser apresentado ao capitão Augusto e também aos prefeitos”, pontuou o seccional que ainda esclareceu que em um primeiro momento serão levantados os pontos de entradas e saídas das cidades.

Ao final da reunião foi feita uma ata e para cada cidade foi escolhido um representante que junto com a empresa especializada em monitoramento levantará os pontos de entradas e saídas de cada município.

Em Mogi Guaçu ficaram sendo os representantes o comandante da Guarda Civil Municipal, Adorno da Costa, e a secretária de Segurança, Judite de Oliveira.

Previous post

Corug participa da III Etapa da Copa Superação

Next post

Binho participa da II Etapa da Copa Lupinetti