Home»Artigos»Artigo: Povo corrupto, política corrupta

Artigo: Povo corrupto, política corrupta

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

O Brasil passa por um dos momentos mais delicados de sua curta história. Há um completo desinteresse pela política por parte da população. Motivos para este desinteresse há de sobra: corrupções, mentiras, manipulações, etc. No entanto, feliz do povo que conseguir compreender os reais motivos da crise e lutar contra ela a fim de que essa triste realidade jamais se repita.

Há corrupção na política. Quem negará? Ninguém que seja mentalmente saudável. O noticiário é assassino de esperanças e um verdadeiro coveiro de pessoas com pouca vontade. Mas é preciso falar às claras: todo povo tem o governo que merece. Afinal, é o povo que elege seus representantes. É preciso assumir a própria culpa. As pessoas reclamam que os políticos só se lembram deles nas eleições, mas as pessoas só se lembram da política nessa época. Assim nada vai mudar.

O que mais revolta a muitos é perceber que muitos políticos legislam para o seu próprio umbigo. As pessoas desanimam de política porque vêem nos políticos apenas pessoas oportunistas que querem um enriquecimento ilícito sem trabalhar. Mas, seja sincero consigo mesmo e veja se não é exatamente o que o povo faz. Quando escolhe seus candidatos não procura o seu próprio umbigo? Quando se aproxima de candidatos políticos não tenta tirar alguma vantagem de sua influência? Ora, a consequência é fatal: se o povo é corrupto, a política é corrupta.

Todo ser humano é corruptível. Mas as pessoas de bem têm consciência disso e lutam contra si mesmo. O maior erro de certas ideologias políticas é culpar o sistema e não o próprio indivíduo. Se os eleitores insistirem e pedirem coisas absurdas, os adeptos da politicagem não medirão esforços para seduzir a todos com promessas incabíveis. Como não se lembrar da frase do brilhante Thomas Sowell: “O fato de que muitos políticos de sucesso sejam mentirosos não é exclusivamente um reflexo da classe política, é também reflexo do eleitorado. Quando as pessoas querem o impossível, somente mentirosos podem satisfazê-las”.

A classe política precisa mudar. Até quando as pessoas de bem assistirão a tudo e não se moverão para o bem comum? Há muitos lobos querendo aproveitar-se da política para fazer dela apenas um jogo. Contudo, se a política for iluminada por pessoas do bem, a corrupção não será um projeto de governo como vemos hoje. Muitas mudanças políticas escapam de nossas mãos, mas há algo que só você pode fazer consigo mesmo: a própria mudança. Este processo de mudança tem começo, entretanto, nunca terá fim.

 

David Eduardo Luzetti Filho é professor de Filosofia na rede estadual e privada e presidente do PSC Jovem de Mogi Guaçu

Post anterior

Corpo encontrado em córrego é identificado

Próximo post

Crônica: Ações da Petrobras, o grande martírio do Oscar