Home»Artigos»Artigo: Bolsonaro, fenômeno da internet

Artigo: Bolsonaro, fenômeno da internet

0
Compartilhamentos
Pinterest Google+

Bolsonaro foi eleito com 55% dos votos. Ele é um fenômeno da internet. Fred Melo Paiva, em texto na revista CartaCapital, constatou: “Ele se elegerá [se elegeu] exclusivamente graças ao fenômeno digital”. Afirmou ainda: “Bastou um pulo para Bolsonaro passar de youtuber popular a líder populista carismático (sic)”.

O cientista político Miguel Lago, em entrevista ao Estadão, constatou: “Jair Bolsonaro é um fenômeno tecnopolítico”. Ao responder à pergunta “O sr. já afirmou que o Bolsonaro é “um youtuber”. Por que essa definição?” Miguel Lago respondeu: “Sempre pergunto de onde que vem o sucesso do Bolsonaro. Vemos um clássico político do baixo clero, com atuação política medíocre (sic), que não entende de política econômica, fiscal, agrícola – então de onde é que pode vir esse sucesso? Bolsonaro é muito carismático e sabe usar bem rede social. Ele é um sintoma do impacto da tecnologia na sociedade. Um fenômeno tecnológico, não político.” Adiante Miguel Lago disse: “O Bolsonaro se tornou conhecido pelo You Tube, falando grandes  barbaridades (sic)”.

O Estadão, em Editorial, sob o título “Salto no escuro”, comenta: “O eleitor escolheu Bolsonaro sem ter a mais remota ideia do que ele fará quando estiver na cadeira presidencial. Não é um bom augúrio, justamente no momento em que o País mais precisa de clareza, competência (sic) e liderança”. A preocupação do jornal é a mesma de muita gente!

Em artigos, tenho previsto que o governo de Bolsonaro será medíocre.  Mantenho essa opinião. Tomara que eu esteja errado… Pode se eleger com a internet, mas e governar?

 

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

Post anterior

VE mantém barraca para vacinação até hoje

Próximo post

Caso Emei: Ex-zelador é absolvido pela Justiça