Home»Artigos»Artigo: Bolsonaro: Falta de decoro

Artigo: Bolsonaro: Falta de decoro

0
Shares
Pinterest WhatsApp

Ao ser entrevistado sobre o caso do filho Flávio com Queiroz, Bolsonaro ofendeu jornalistas e criticou juiz. O Estadão assim noticiou a entrevista dele “O presidente Jair Bolsonaro criticou ontem [20/12) o Ministério Público do Rio e o juiz Flávio Itabaiana de Oliveira Nicolau por causa da operação de busca e apreensão em endereços ligados ao senador Flávio Bolsonaro… (…) Flávio é investigado no inquérito que apura movimentações financeiras atípicas por parte do policial aposentado Fabrício Queiroz. (…)

Ao ser questionado se Flávio teria cometido algum deslize, Bolsonaro se exaltou: “Você tem uma cara de ser homossexual. Se bem que não é crime ser homossexual”, disse a um repórter. (…) Em seguida, após o presidente afirmar que era o responsável por um empréstimo de R$ 40 mil destinado a Queiroz, outro jornalista perguntou se ele tinha comprovante: “Oh, rapaz, pergunte para tua mãe o comprovante que ela deu ao teu pai, está certo?”, respondeu Bolsonaro, antes de dizer ter feito o empréstimo para justificar depósito (sic) de Queiroz na conta da primeira dama Michele Bolsonaro”. O empréstimo de Queiroz, que está sendo investigado, tirou Bolsonaro do sério, daí sua resposta malcriada!

O Estadão comentou esse procedimento do presidente no editorial “Falta de decoro”; “O presidente Jair Bolsonaro faltou com o decoro necessário (sic) para o exercício do cargo ao reagir raivosamente ao noticiário sobre as suspeitas envolvendo seu filho Flávio. (…) A reação truculenta (sic) do presidente surpreendeu mesmo aqueles que acompanharam sua trajetória política até aqui e testemunharam seu destempero em diversas ocasiões. (…) No entanto, o que se testemunhou ontem [20/12] à saída do Palácio da Alvorada, residência oficial do presidente da República, foi muito além do tolerável até para o grosseiro padrão do bolsonarismo. Nada justifica que o presidente tenha se dirigido a jornalistas da forma como fez, com ofensas ginasianas a respeito da sexualidade de um repórter e do comportamento da mãe de outro. (…)

Ao agir dessa maneira, Bolsonaro não apenas se apequena como presidente, como dá a entender que está acuado (sic) diante das suspeitas que recaem sobre seu filho Flávio – o senador teria se beneficiado de esquema de desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro quando era deputado estadual no Rio de Janeiro”.

Ao que parece a situação do filho é realmente preocupante e perigosa. Vamos esperar o fim do processo! O Estadão (6/1) noticiou: “Bolsonaro diz que, se pudesse, “teria cancelado” (sic) caso Flávio”. Sem comentário!

 

Jasson de Oliveira Andrade é jornalista em Mogi Guaçu

Previous post

Mobilidade: Começa levantamento topográfico nas vias

Next post

Ampliação da ETE começa na próxima semana